Por pbagora.com.br

Reflexos da pandemia. Em quatro meses, cresceu em mais de 21% o número de desempregados na Paraíba. Ao todo, o número de desocupados na Paraíba cresceu 21,2% de maio a agosto deste ano, segundo dados da Pnad Covid-19, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os números tem crescido gradativamente, e a cada mês mais pessoas tem ficado fora do mercado de trabalho devido a pandemia. Em março, a taxa de desemprego no Estado chegou a 13,8%. A queda no 1º trimestre de ano cresceu ao longo dos demais meses. O percentual foi o maior do que o aumento registrado no país, de 12,2%. No Nordeste, a Paraíba registrou naquele mês, a sétima maior alta, ficando na frente apenas dos estados do Piauí, com 13,7% e do Ceará, com 12,1%.

Os novos dados do IBGE divulgados essa semana, apontam para um crescimento do desemprego.
Em quatro meses, o total de pessoas no estado que não estavam trabalhando, mas procuraram emprego, teve um acréscimo de 30 mil e passou de 141 mil para 171 mil.

Essa é uma tendência indicada pela taxa de desocupação no estado que, embora esteja abaixo das médias do Brasil (13,6%) e do Nordeste (15,7%), tem apresentado alta ao longo dos meses pesquisados, passando de 9,8%, em maio, para 11,9%, em agosto.

Na dinâmica dos números, o nível de ocupação, que resulta da proporção entre o número de ocupados e a população em idade de trabalhar, caiu em comparação ao primeiro mês do levantamento, passando de 40,2% para 39,1%, apesar do leve aumento diante do índice verificado em julho (38,7%). O indicador chama a atenção também por ter sido menor do que o verificado na média brasileira (48,2%) e na nordestina (39,7%).

SL
PB Agora

Deixe seu Comentário