Esse é o terceiro reajuste autorizado pela Petrobrás em menos de um mês.

O botijão GLP de 13 kg que estava sendo vendido em média a R$ 75,00, deverá custar até R$ 80,00 nas compras a prazo. O percentual de aumento será novamente de 5% aplicado ao valor final do produto. Somado aos outros dois reajustes anteriores, o botijão está 15.3 % mais caro em relação ao final do mês de maio.

Os revendedores foram comunicados pelas Distribuidoras no início da manhã dessa sexta feira, sem nenhum aviso prévio por parte da Petrobrás que alega instabilidade dos preços no mercado internacional.

A nova tabela já será praticada a partir da próxima segunda-feira (22/06), uma vez que os novos valores estão liberados para comercialização imediata. A diretoria do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba revela a preocupação do segmento com os aumentos consecutivos. “Estamos trabalhando em alerta, pois, a expectativa é a de que até o final de junho, outro reajuste seja anunciado pela Petrobrás”, disse o Presidente do Sinregás – PB, Marcos Antônio Bezerra.

A Petrobrás não emitiu Nota oficial a respeito do aumento no site da Companhia, mas, os interessados podem obter maiores informações através do atendimento em formulário eletrônico ou pelo telefone 0800 728 9001.

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Procon fecha estabelecimentos irregulares em JP

Em plena pandemia do Covid-19, o Procon de João Pessoa fechou três lojas que estavam abertas sem autorização, autuou seis e notificou 55 estabelecimentos irregulares, durante fiscalizações dos decretos municipal…

Estado registra retração de 6,5% em repasse do FPE, no último semestre

O Boletim da Sefaz-PB dos Impactos da Covid-19” chegou em mais uma edição, com a seguinte novidade: A Paraíba registrou uma retração de 6,55% no repasse do Fundo de Participação…