A queda dos produtos agrícolas no atacado levou O IGP-10 à deflação de 0,31% em março, depois avançar 0,54% em fevereiro, informou nesta segunda-feira, 16, a Fundação Getúlio Vargas (FGV).Os preços dos produtos agrícolas no atacado caíram 1,49% em março, após apresentarem avanço de 3,24% em fevereiro.

O resultado, anunciado hoje, ficou perto do teto das estimativas das previsões dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo AE-Projeções, que esperavam uma taxa entre – 0,56% e – 0,30%, sendo superior à mediana das expectativas (-0,40%).

A instituição informou ainda que os preços dos produtos industriais no atacado tiveram queda de 0,26% em março, em comparação com a taxa negativa de 0,45% em fevereiro. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,29% em março, abaixo da elevação de 0,64% de fevereiro.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais subiram 0,46% em março, após apresentarem aumento de 1,17% em fevereiro. Por sua vez, os preços dos bens intermediários caíram 0,73% em março, em comparação com a deflação de 1,13% em fevereiro. Já os preços das matérias primas brutas tiveram queda de 1,66% em março, após avançarem 2,26% em fevereiro.

Até março, o IGP-10 acumula queda de 0,62% no ano e aumento de 6,97% em 12 meses. O período de coleta de preços para o IGP-10 desse mês foi do dia 11 de fevereiro a 10 de março.

 

estadao.com.br

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mega-Sena: aposta única de Fortaleza fatura R$ 34,6 milhões

Uma aposta de Fortaleza (CE) levou o prêmio de R$ 34.615.569,28, no concurso 2.198 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (16) em São Paulo (SP). Veja as dezenas sorteadas:…