O milho é indispensável para o nordestino no São Joáo. Este ano, com as chuvas, a safra foi satisfatória, o que deveria refletir na quada no preço do produto que faz as tradicionais canjica e pamonha.

O preço da “mão” de milho apresentou uma variação de R$ 15 e o das comidas típicas de milho vendidas em padarias apresentaram uma diferença de R$ 20 segundo pesquisas feitas pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) no comércio de João Pessoa e divulgada no sábado (20).

O principal ingrediente das comidas típicas das festas juninas está com o preço variando entre R$ 25 e R$ 40. A mão de milho equivale a cerca de 52 espigas. Para o milho com palha, o levantamento do Procon-JP encontrou o menor preço, R$ 25,00, nos mercados Central e de Oitizeiro e, o maior, R$ 40,00, nas feiras do Centro e de Mangabeira.

Já o menor valor do produto sem palha pode ser adquirido em Oitizeiro e, o maior, R$ 40,00, nos mercados Central e de Mangabeira. A pesquisa foi realizada na quinta-feira (18) em 13 boxes de quatro mercados públicos da Capital Central; Oitizeiro; Mangabeira e Torre.

No caso das comidas típicas vendidas nas padarias de João Pessoa, a maior variação encontrada foi no quilo da rabanada, com preços oscilando de R$ 15 (N. S. dos Prazeres– Geisel) a R$ 35 (Vovô Xixico- Expedicionários).

Em Campina Grande, o preço da mão de milho também apresenta variações, mas o produto está bem mais barato do que no ano passado.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Preço do gás de cozinha tem diferença de até R$ 10 em Campina Grande

O preço do gás de cozinha apresenta uma diferença de até R$ 10 em Campina Grande, segundo uma pesquisa realizada pelo Procon Municipal, publicada nesta terça-feira (30). O valor cobrado…

Com pandemia, Paraíba perde mais de 3,4 mil postos de trabalho em maio

Efeitos da pandemia na economia paraibana. Muitos paraibanos de diversos setores que movimentam a economia, iniciaram o ano de 2020 empregos, mas após a pandemia do novo coronavírus, tiveram redução…