A Paraíba o tempo todo  |

Preço alto do gás de cozinha: especialista dá dicas de como economizar o produto

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Afinal, o gás é importante para a feitura das refeições diárias. Assim, é preciso otimizar o seu uso de a forma a fazer com que ele dure o máximo de tempo possível. Com isso, pode-se fazer economia e seguir o orçamento financeiro familiar sem imprevistos. Quem comenta essa possibilidade, bem como explica os recentes aumentos do produto é o presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Paraíba (Sinregás), Marcos Antônio Bezerra.

Ao comentar sobre os recentes aumentos no produto Marcos Bezerra, informou que as vendas do produto diminuíram em 40% porque o valor do gás já consome 10% do salário mínimo. “Tem mãe de família que chega ao meu estabelecimento e me diz que o gás acabou há oito dias, mas não tem de onde tirar dinheiro para comprar um novo botijão. É uma situação muito triste e a cada aumento quem sofre é o consumidor de baixa renda”, disse Marcos.

Ele disse ainda que, atualmente o gás está sendo vendido na maioria das revendedoras a R$ 92 à vista e R$ 103 no cartão de crédito. O mesmo preço (R$ 103) também vale para o consumidor que solicita a entrega na residência, já para quem vai até a revendedora pegar o produto, o preço desce para R$ 92.

Segundo o presidente Sinregás, algumas dicas ajudam a economizar o produto, como cuidar das bocas do fogão. Para ele, é muito importante cuidar das bocas do fogão para que elas funcionem corretamente ao ligar o fogo. Para isso, limpe-as sempre após o uso do eletrodoméstico, assim, evitando o acúmulo de sujeira e de gordura. Com esse cuidado, evita-se o entupimento do bico por onde o gás sai. Tal entupimento pode provocar o vazamento de gás, o que é um risco para a sua segurança e a de sua família, além de ser um gasto desnecessário que refletirá no seu orçamento mensal de gás, seja ele encanado ou em botijão.

O feijão é um alimento que faz parte da dieta de todo brasileiro, não é mesmo? Com isso em mente, observe a forma como você o cozinha para reduzir o gasto de gás. “Em vez de cozinhá-lo na panela com tampa, o que demora muito tempo, a melhor opção é fazê-lo na panela de pressão. Dessa maneira, pode-se reduzir o seu tempo de preparo, além de reduzir o uso do gás de cozinha”, explica.

Outra dica é que ao abrir o forno quando ele está funcionando, ocorre um choque térmico, uma vez que o ar de fora, que está em temperatura ambiente, entra em contato com a temperatura quente de dentro do forno. Com isso, perde-se tempo de cozimento, uma vez que o forno terá um gasto maior para retornar a temperatura ideal para assar devidamente o alimento.

Feche as panelas – A panela com a tampa fechada cozinha o alimento muito mais rápido do que quando ela fica totalmente aberta. Com isso, o gás fica ligado durante menos tempo, sendo, portanto, uma ótima opção para quem quer economizar nesse tipo de gasto durante o mês. Outra dica é apostar no uso de panelas menores, uma vez que elas demoram menos tempo para esquentar o alimento. Desse modo, a refeição ficará pronta mais rapidamente, o que auxilia na redução da utilização do gás.

Portas fechadas-  Ao cozinhar, deixe a porta que liga a cozinha a outro cômodo fechada. Faça o mesmo com as janelas, porém, não precisa fechá-las completamente, deixe ela semiaberta para que haja a circulação adequada do ar.

Corte bem os alimentos -Os alimentos cortados em tamanhos maiores demoram mais tempo para cozinhar por completo. Dessa maneira, esse tipo de cozimento gasta mais gás. Para contornar esse problema, uma solução é cortar os alimentos, como cenoura, batata inglesa, batata doce, inhame, aipim etc., em tamanhos menores.

Veja a vida útil do seu fogão – Vale ressaltar que é importante ficar de olho na vida útil de seu fogão. Caso ele já esteja velho, é possível que ele gaste mais gás e, assim, atrapalhe o seu objetivo de economizar nesse quesito.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      18
      Compartilhe