O prazo para os trabalhadores usarem o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar parcelas atrasadas do financiamento habitacional foi prorrogado para até o final de 2018. O prazo terminaria neste mês.

A medida foi aprovada durante reunião do Conselho Curador do FGTS que ocorreu hoje (18), em Brasília, informou o Ministério do Trabalho.

O ministéro lembra, no entanto, que, pela regra, não é possível usar o valor do FGTS para quitar toda a parcela. O fundo pode cobrir apenas 80% do valor da parcela. Ou seja, se a parcela atrasada por de R$ 1 mil o fundo pode ser usado para pagar R$ 800. Os R$ 200 restantes têm que ser desembolsado pelo trabalhador.

O FGTS pode ser usado também para dar entrada no financiamento de imóveis e para abater ou quitar a dívida.

 

Agência Brasil

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pescadores afetados por manchas de óleo na PB vão receber seguro

Mais de 2.600 pescadores profissionais artesanais afetados por manchas de óleo na Paraíba vão receber R$ 5 milhões como seguro pelo desastre ambiental. O auxílio emergencial, será no valor total…

Aposta única leva R$ 51 milhões na Mega-Sena

A Caixa Econômica Federal sorteou, nesta quarta-feira (4), o concurso 2.213 da Mega-Sena. Um sortudo acertou as seis dezenas e levou R$ 51.1 milhões. Os números sorteados foram: 05 07…