Por pbagora.com.br

O Pão de Açúcar deve apresentar em 60 dias o plano de negócios para o Ponto Frio, informou nesta quinta-feira (6) a direção do grupo, em teleconferência com analistas para comentar os resultados do segundo trimestre.

 

De acordo com o presidente do conselho de administração do grupo, Abilio Diniz, decorridos dois meses do anúncio da compra, a companhia está satisfeita. "A compra do Ponto Frio nos parece um grande negócio", afirmou.

 

Os resultados do Ponto Frio, contudo, passam a ser consolidados já no terceiro trimestre. Quando anunciou a aquisição, em 8 de junho, o grupo estimava em R$ 500 milhões, a valor presente, as sinergias com o negócio.

 

O Pão de Açúcar avaliou ainda que a sobreposição de lojas seria mínima. A rede Ponto Frio tem 455 lojas em 10 estados do país, com faturamento bruto anual de R$ 4,8 bilhões.

 

Assai

Ainda na seara das aquisições, o Pão de Açúcar deverá capturar sinergias maiores a partir da compra de participação remanescente no Assai, que atua no segmento de "atacarejo", de acordo com o vice-presidente executivo do grupo, Enéas Pestana.

 

O grupo já detinha 60% do negócio e informou a compra dos 40% restantes no início de julho.

 

Segundo Pestana, ao aplicar integralmente a gestão Pão de Açúcar à operação, o grupo poderá gerar sinergias na área administrativa, de compras e expansão e de logística. "Esperamos redução significativa nas despesas do Assai, com impacto leve nos resultados consolidados do grupo", disse.

 

Lucro

O Pão de Açúcar registrou lucro líquido de R$ 131,7 milhões no segundo trimestre deste ano, resultado 154,9% superior ao lucro de R$ 51,7 milhões um ano antes. Contribuíram para essa expansão, segundo Pestana, o forte desempenho operacional e a melhora na linha financeira.

 

 

 

 

G1