A Alemanha se afundou um pouco mais na recessão no quarto trimestre de 2008, com uma queda do PIB de 2,1% em relação ao trimestre anterior, provocada pela redução das exportações, anunciou o Escritório Federal de Estatísticas (Destatis).

 

A queda, a maior desde 1990, foi pressionada pela forte redução das exportações e dos investimentos em maquinário. "É o maior retrocesso trimestral desde a reunificação", afirma o Destatis em um comunicado, antes de destacar que o dado ainda é provisório.

 

A baixa do trimestre foi a terceira consecutiva: o PIB da Alemanha já havia declinado 0,5% em cada um dos dois trimestres anteriores. Na comparação com o quarto trimestre de 2007, o recuo foi de 1,7%.

 

A redução dos investimentos industriais e a contribuição negativa do comércio exterior explicam essencialmente os resultados ruins da maior economia europeia. As exportações registraram queda muito maior que as importações e o consumo também retrocedeu em relação ao terceiro trimestre.

 

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eduardo destaca empreendedorismo com crescimento de pequenos negócios

Dados da Receita Federal divulgados pelo Sebrae Paraíba mostram que o número de pequenos negócios cresceu 25,5% em três anos. Em julho de 2016, o estado contava com 131.762 pequenas…

Caixa e BB iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

Quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988 começa a receber hoje (19) as cotas do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do…