A Paraíba o tempo todo  |

PB vai exportar açúcar para a União Européia

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O ministro da Indústria e Comércio, Miguel Jorge, acatou integralmente o pedido do governador José Targino Maranhão, aprovando cotas tarifárias para exportação de açúcar para os paises da União Européia. A medida beneficia os produtores de cana-de-açúcar da Paraíba, que agora poderão exportar o produto para a União Européia, além da perspectiva de gerar novos empregos para setor.

A medida foi aprovada nesta quarta-feira (25) pelo conselho da Câmara de Comércio Exterior (Camex) e atendeu os termos solicitados pelo governador da Paraíba, beneficiando não só a Paraíba, mas todos os produtores do Nordeste. “Os produtores agora precisam aguardar os entendimentos diplomático entre Brasil e a União. A decisão já foi comunicada ao Itamaraty e ao Ministério das Relações Exteriores, que irá enviar para União Européia.”, informou o Chefe de Gabinete da Camex Gustavo Fontenele.

O presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool e Açúcar no Estado da Paraíba, Edmundo Barbosa, agradeceu o empenho do governador José Maranhão, em atender a um antigo pleito do setor, corrigindo as desigualdades que existem nas regiões brasileiras, além de colocar em prática a Lei 9362/96 que define cotas de exportação de cana-de-açúcar do Nordeste.

Os produtores terão a possibilidade de ampliar seus investimentos no setor e levar seu produto para os paises da União européia. “As três empresas do setor de cana-de-açúcar geram cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos em todo o Estado. Com essa nova conquista vamos passar a exportar para a União Européia cerca de 13 mil toneladas do produto, o que equivale a 10% anual”, acrescentou Edmundo.

O produtor de cana-de-açúcar Clodoaldo Soares acrescentou que Maranhão conseguiu o beneficio para o Estado da Paraíba no momento em que o setor passa por uma crise sem precedentes.
 

 

Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe