A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: escalada das mensalidades da escola Sesc-Dom Ulrico denota “assalto” aos comerciários

A coisa é algo de absurdo. À primeira vista, sugere que ali tem… Que tem e que precisa ser fiscalizado com urgência.

O assunto foi tornado público por um comerciário, pai de aluno da Escola Sesc-Dom Ulrico, situada na Avenida João Machado, em João Pessoa, onde por décadas funcionou o Instituto Dom Ulrico. O denunciante se identificou por Ari e fez a revelação no Programa Paraíba Agora, ancorado por Adelton Alves e Edmilson Pereira, na rádio Pop.
O comerciário Ari mantém um filho nesta escola desde o seu início. Quando começou, a mensalidade custava apenas míseros R$ 5,00. “Depois foi pra R$ 10,00; depois chegou a R$ 20,00, R$ 30,00, R$ 40,00, R$ 50,00. Aumentou para R$ 60,00”, segundo o Sr Ari.

Depois de algum tempo, a mensalidade da escola passou de R$ 60,00 para R$ 90,00, R$ 120,00 e R$ 130,00. No ano passado, porém, este valor disparou para R$ 263,00.
Como a escola tem uma demanda de comerciários, que ganham em sua esmagadora maioria um salário mínimo, muita gente não pode pagar e, através de carta, fez ponderações conseguindo que a mensalidade ficasse em R$ 175,00.

Segundo o comerciário Ari revelou no programa da Rádio Pop, de repente a mensalidade saltou dos tais R$ 175,00 para (pasmem!) R$ 690,00.
Desfalque?

Em sua participação no programa de Rádio, o comerciário comentou que na escola Sesc-Dom Ulrico houve, recentemente, um desfalque. Diante da indignação e da escalada absurda dos valores cobrados de pessoas carentes, o Sr Ari chegou a suspeitar de que tudo isso foi uma estratégia adotada pela escola para cobrir o tal desfalque com o aumento das mensalidades.

É claro que, até prova em contrário, ninguém pode afirmar que este absurdo tem a ver com o suposto desfalque.

No entanto, em se comprovando a veracidade, não seria motivo de espanto para ninguém. Afinal, muito recentemente a Policia Federal prendeu figurões ligados ao chamado grupo dos Ss.

Eleições I

Até o fechamento desta coluna, tudo indicava que Trump perderia a eleição presidencial norte-americana para Biden.

Ainda é muito cedo para se traçar prognósticos sobre os reflexos de uma eventual derrota de Trump no Brasil presidido por Bolsonaro.
Desde já, porém, é notório o clima de velório nas hostes da extrema-direita brasileira.

Eleições II

Em João Pessoa o prognostico possível com menor margem de erro continua sendo que Cícero Lucena tá com os dois pés no segundo turno.
Agora, quem irá disputar com ele, aí é outra história.

Quem apostar corre sério risco de perder. Sobretudo se tomar por base as últimas pesquisas. Além da margem de erro, é notório que tem gente despencando e tem gente subindo…

Estupro

Vocês já viram coisa mais engraçadinha do que essa turma que apoiou Jair Bolsonaro pra presidente e agora, em época de campanha eleitoral, ta dando uma de progressista, feminista, etc.?

Estão discursando contra o estupro e tentando fazer média sobre o caso de Mariana Ferrer, se posicionando a favor dela.

Ora, mas não foram essas criaturas que votaram no Bolsonaro que gritou para a deputada Maria do Rosário que não a estupraria porque ela era feia?
Sinceramente, é muita cara de pau!!

Voltando

A coluna retorna hoje, depois de uns dez dias sem atualização, em função de mais uma cirurgia a que o colunista foi submetido. A “temporada” de cirurgia, pelo diagnostico médico, está terminada e o tumor extirpado.  Daqui pra frente alguns procedimentos de praxe e curtir os 42 anos de vida que ainda me restam.

 

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      14
      Compartilhe