Por pbagora.com.br

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) registrou deflação de 0,14% na quadrissemana encerrada em 22 de julho, recuo de 0,01 ponto percentual ante a apuração anterior (-0,13%), de acordo com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV). Foi a segunda queda consecutiva do IPC-S.

Registraram recuos os itens vestuário (de 0,03% para -0,51%), educação, leitura e recreação (de 0,05% para -0,07%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,55% para 0,54%). Esses grupos foram influenciados pelo comportamento dos preços de roupas (de -0,04% para -0,63%), passagens aéreas (de -1,29% para -5,66%) e dentistas (de 0,82% para 0,46%). A deflação caiu para os grupos transporte (de -0,15% para -0,04%), influenciado pelo preço do álcool combustível (-2,89% para -1,22%), e alimentação (de -0,96% para -0,94%), com destaque para o item carnes bovinas (0,22% para 0,83%).

Mantiveram a tendência de alta dos preços médios os grupos despesas diversas (de 0,74% para 0,84%) e habitação (0,22% para 0,24%). As contribuições para este movimento partiram dos itens cigarros (2,57% para 2,71%) e tarifa de eletricidade residencial (0,27% para 0,45%).

Agência Brasil