A Paraíba o tempo todo  |

No acumulado 2022 até outubro, CG apresenta dados positivos históricos de novas vagas de emprego

Com os dados disponíveis até o mês de outubro, o Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), aponta que Campina Grande vem alcançando dados positivos e históricos ao longo de 2022. Desde o início do ano, até outubro (última atualização de dados), já são 5.691 novas vagas de emprego com carteira assinada. Os números estão disponíveis na página do Ministério do Trabalho e Previdência.

O registro aponta Campina Grande como uma das principais cidades do Nordeste na contratação de trabalhadores, é a 3ª colocada, comparada aos outros municípios de porte semelhante. Em um ranking anual, destaque-se entre os municípios mais desenvolvidos da região Nordeste e ainda ganha da capital do estado, João Pessoa.

Ranking anual

1 – Feira de Santana: 7.537

2 – Petrolina: 6.036

3 – Campina Grande: 5.691

4 – Mossoró: 4.426

5 – Vitória da Conquista: 3.889

6 – Itabuna: 1.939

7 – Caruaru: 1.668

8 – Ilhéus: 1.240

9 – Juazeiro do Norte: 906

10 – João Pessoa: 329

Campina Grande apresenta saldo positivo na diferença entre admitidos e demitidos desde janeiro de 2022, com 592 positivo, seguindo a mesma perspectiva nos meses subsequentes; fevereiro com 470; março com 10; abril com 712; maio com 413; junho com 1.591; julho com 564; agosto com 332; setembro com 1.039 e outubro com – 32.

No último mês analisado, o CAGED apresentou um dado negativo por conta do setor agropecuário, com – 1, construção civil, com – 88 e indústria, com -121, que puxaram os números gerais para baixo. No entanto, o setor de serviços teve 1.556 novas contratações neste mesmo mês, enquanto cidades como Caruaru (PE) e Petrolina (PE), tiveram saldo negativo no mesmo setor sendo respectivamente, -73 e -35.

De acordo com a coordenadora do Sine municipal, Soraya Brasileiro, é comum o fato da indústria realizar desligamentos no último trimestre. “Todos os anos o último trimestre é marcado por novas demissões na indústria, pois geralmente as empresas consideram o período para reavaliação de contratações posteriores. Vale lembrar que em outubro, mês em questão, aqui no Sine Municipal, nós intermediamos 40 novas oportunidades para as funções de Auxiliar de Produção e Auxiliar de Movimentação, sem exigência de experiência comprovada na carteira de trabalho”, afirmou.

É importante lembrar que os dados do CAGED apresentam um panorama geral de todas as contratações no município. A coordenadora ainda sugere boas expectativas para os dados CAGED de novembro e dezembro. “Tendo em vista que as vagas intermediadas exclusivamente pelo Sine Municipal já são 374 empregos em novembro, estamos no caminho certo. O prefeito Bruno não para e nós que compomos a equipe de gestão seguimos no mesmo ritmo ”, concluiu.

Estoque de Emprego

No tópico “Estoque de Emprego” – dado que aponta os profissionais ativos, com carteira assinada durante todo o período de análise do CAGED, Campina Grande tem um número muito superior aos outros municípios citados na comparação anterior, que somam 107.744 empregos formais, atrás apenas de Feira de Santana que apresenta 123.775. Todas as outras cidades estão abaixo de Petrolina, por exemplo, com 76.108 trabalhadores empregados.

 

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe