Um dia depois de o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior ter divulgado nota declarando que o governo não prorrogaria a redução do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) sobre automóveis, o titular da pasta, Miguel Jorge, afirmou nesta quinta-feira que há 50% de chance de o tributo ser prorrogado.

"50% como tudo na vida", afirmou Miguel Jorge ao ser questionado sobre quais as chances de haver prorrogação. "Por enquanto, a redução do IPI vai até o dia 31 de março."

Segundo o ministro, o governo estuda a possibilidade de cobrar contrapartida das montadoras para prorrogar o corte do imposto, como a manutenção de empregos.

Ele acrescentou que o governo avaliará o impacto dessa redução sobre a arrecadação, vendas e emprego.

Em meio à forte desaceleração sofrida pelo setor automotivo, o governo anunciou no final de 2008 a redução do tributo para estimular as vendas de veículos novos.

 

terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário