Por pbagora.com.br

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta quinta-feira (14) em São Paulo que o Brasil poderá ter um crescimento neste ano inferior a 2%.

 

Mantega estimou que a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) ficará situada no intervalo entre 0% e 2%.

 

"Continuo com a minha projeção de que nós deveremos ter crescimento positivo este ano – ao contrário da maioria dos países, que vai ter um crescimento negativo -, que ficará entre 0 e 2%. Portanto, qualquer valor nesse interregno é razoável para o país", declarou.

 

Ao justificar a projeção, o ministro afirmou:

"Estamos num ano de volatilidade, o que torna mais difícil fazermos projeções do que vai acontecer. Nos últimos três anos eu tenho acertado as previsões de crescimento, as previsões de inflação. Este ano fica um pouco mais difícil, tanto é verdade que o Fundo Monetário [Internacional, FMI] revê suas projeções pelo menos uma vez por mês. Então, ele vai acabar acertando, porque a previsão que ele fizer em novembro poderá acontecer em dezembro."

 

Vendas no varejo

Indagado sobre as vendas no varejo, o ministro afirmou que o crescimento do PIB foi fraco no primeiro trimestre do ano.

 

“Sem dúvida, o PIB no primeiro trimestre foi fraco. Porém, os resultados das vendas ao varejo indicam que em março, em relação a fevereiro, houve um aumento de vendas", afirmou.

 

Segundo ele, "talvez a retração que se deu nos meses anteriores tenha terminado em fevereiro, e em março já começou uma recuperação. Tenho conversado com setores varejistas e me dizem que as vendas vão muito bem", declarou.

G1
 

Deixe seu Comentário