As taxas médias de juros cobradas pelos bancos no cheque especial e no empréstimo pessoal para pessoa física registraram em março sua terceira queda consecutiva, segundo pesquisa realizada pela Fundação Procon-SP. As reduções, no entanto, não foram expressivas, segundo a Fundação.

Foram pesquisadas dez instituições: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco.

No cheque especial, a taxa média dos bancos pesquisados foi de 9,17% ao mês, apenas 0,01 ponto percentual abaixo dos 9,18% verificados em fevereiro. A única alteração foi promovida pelo HSBC, que reduziu a taxa de 9,57% para 9,47% ao mês. Os demais bancos mantiveram suas taxas.

Para o empréstimo pessoal, a taxa média mensal ficou em 5,80%. Em fevereiro, fora de 5,89%. A única queda partiu do Banco Real, que alterou de 7,35% para, 6,36% ao mês. Já a única alta partiu do HSBC, que alterou a taxa de 4,57% para 4,70% a.m.

 

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário