Por Humberto Júnior

Uma idosa de 69 anos foi vítima de um golpe que vem se popularizando, segundo especialistas em segurança digital, o “golpe do PIX”. A mulher perdeu um total de R$ 5.977,00. O golpista entrou em contato com a vítima por meio do WhatsApp e se passou pela filha dela.

O bandido pediu a transferência, confirmou as informações pessoais e bancárias, e depois, o dinheiro foi transferido da conta. De acordo com o registro policial, a idosa só percebeu o golpe após a operação ser realizada, quando ligou para filha para confirmar a transação.

Segundo a polícia, não foi possível identificar a origem da conta bancária, por se tratar de uma agência on-line. O boletim de ocorrência foi registrado na manhã desta segunda-feira (11) na Delegacia de Pronto Atendimento ao Cidadão, na região central de Campo Grande, MS.

Alerta

O especialista em segurança computacional e professor da UFMS, Carlos Alberto afirma que o processo de segurança digital se dá em três etapas. “A primeira é sempre usar o aplicativo do próprio banco. Segundo: se comunicar apenas com o banco, pelo próprio aplicativo da empresa. E por último, habilitar funções de confirmação. Sendo elas, alertas e avisos de todas as movimentações feitas”.

Alberto destaca que os bandidos usam táticas de golpes já aplicados e alerta: “sempre duvidar!”.

Para finalizar, o especialista afirma que é primordial evitar a comunicação de questões financeiras por meio do WhatsApp. “Mesmo com os bancos oferecendo conversas pelo aplicativo, usar outras formas de comunicação mais confiáveis ou ver a autenticidade da conversa”.

Com informações do G1

Por Humberto Júnior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Presidente da Eletrobras Wilson Ferreira, renuncia ao cargo

A Eletrobras comunicou neste domingo (24) que Wilson Ferreira Junior, atual presidente da empresa e membro do Conselho de Administração, renunciou ao cargo. Em fato relevante, a empresa afirma que…