As exportações do Japão caíram quase que pela metade em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado, com quedas recordes nos embarques aos Estados Unidos, Europa e para o resto da Ásia indicando um aprofundamento da recessão global.

 

As exportações de veículos do Japão caíram em dois terços na comparação com um ano antes, acelerando a queda ante o declínio anual de 45 por cento registrado em dezembro. Enquanto isso, o valor das exportações do país atingiu o menor patamar em 10 anos.

 

"Não vemos qualquer sinal de retomada na economia do Japão no curto prazo. A economia vai gradualmente piorar mais", afirmou Takeshi Minami, economista-chefe no Norinchukin Reasearch Institute.

 

"As exportações para a Ásia, particularmente para a China, estão tombando praticamente às mesmas taxas que os embarques para os Estados Unidos, sinalizando que mesmo a economia chinesa possa estar encolhendo", acrescentou.

 

As exportações do Japão despencaram 45,7 por cento em janeiro em relação ao mesmo mês de 2008. Para a Ásia, as vendas do Japão tombaram 46,7 por cento, no quarto mês consecutivo de queda. Somente considerando a China, a queda foi de 45,1 por cento.

 

Os números de janeiro foram afetados pelo feriado do Ano Novo Lunar, que fechou alguns importantes mercados asiáticos por vários dias.

 

A queda nas exportações do Japão para outros mercados emergentes também se acelerou. As vendas ao Brasil despencaram 38 por cento, mais que seis vezes o recuo registrados pelos dados de dezembro.

 

A economia do Japão encolheu no trimestre passado à maior taxa desde a primeira crise do petróleo na década de 1970.
 

 

estadao.com.br

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mega-Sena pode pagar R$ 25 milhões nesta quarta-feira

O concurso 2.215 pode pagar um prêmio de R$ 25 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre nesta quarta (11) em São Paulo (SP). A aposta mínima…

Inflação para família de baixa renda tem alta de 0,54% em novembro

O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda apontou alta de 0,54% para as famílias de renda mais baixa, até R$ 1.643,78 por mês, em novembro. Para as famílias…