Por pbagora.com.br

“Fique em casa”. Essa é uma das frases que estamos ouvindo e lendo a todo momento devido a pandemia do Coronavírus e que nos faz questionar profundamente o status quo do trabalho presencial, em especial quando se baseia na forma de contratação CLT. Neste sentido o portal ouviu um especialista sobre essa forma de trabalho home office que em tempos de Covid-19, tem ganhado bastante ampliação no mercado de trabalho.

Em situações de caos como a que estamos vivendo, medidas para combater a disseminação do vírus são essenciais e uma das ações adotadas pelas empresas e organizações para manter os funcionários protegidos em uma prévia e coletiva “quarentena” é o home office, ou trabalho remoto.  Apesar de parecer um formato familiar para algumas pessoas que atuam em certos segmentos de mercado que já investem nessa modalidade de trabalho, muitas outras ainda irão trabalhar de casa pela primeira vez! E isso pode ser muito desafiador.

“Trabalhar em casa é mais exigente do que a maioria das pessoas pensa”, constata o psicólogo Antonio Luiz da Silva. Antonio elaborou uma espécie de manual prático para atravessar a quarentena de forma mais leve e organizada: “É preciso criar uma rotina com horários regulares para a realização de cada tarefa. Fazer uma lista de afazeres a cada dia (sem adia-los), criar intervalos de meia ou, no máximo, uma hora no seu cumprimento e alternar atividades, como cuidar de plantas ou do cachorro. Para quem pode, reserve horários específicos para as redes sociais. Coma pouco e opte por um cardápio leve. Pratique alongamento e caminhe em casa. Tudo isso ajuda a arejar a mente”.

O que, de fato, é o home office?

É a forma de trabalho remoto, ou também chamado de teletrabalho, realizada em lugar distante do escritório central e/ou centro de produção, que permite a separação física e que implique no uso de tecnologia facilitadora de comunicação.

Mas será que todo mundo tem o perfil adequado para trabalhar de casa?

Por um lado, muitos profissionais conseguem se adaptar à modalidade porém, por outro, muitos não se adaptam tão facilmente quanto parece.

Quais são os perfis que tendem a se adaptar melhor a este formato de trabalho?

Para ajudar você a ter uma noção rápida se tem perfil para o trabalho home office ou não, reflita e responda estas perguntas com apenas SIM ou NÃO:

Consigo me concentrar facilmente?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

  1. Possuo experiência e habilidade para trabalhar sozinho, sem supervisão?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

  1. Me sinto confortável para fazer pedidos e tirar dúvidas quando me comunico digitalmente, tanto escrito quanto falado?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

  1. Preciso interagir pessoalmente com outras pessoas para realizar meu trabalho?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

  1. Sou capaz de estabelecer um horário de trabalho com começo, fim e intervalos?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

  1. Meus clientes e colegas de trabalho poderiam ser afetados se eu trabalhar em casa?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

  1. Sinto necessidade de “ir para algum lugar trabalhar”, pois não vejo “minha casa” como um lugar para isso?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

  1. Tenho familiaridade e curiosidade por dispositivos tecnológicos e softwares?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

  1. Há um local em casa onde eu possa montar um espaço dedicado exclusivamente ao trabalho?

(  ) SIM ou (  ) NÃO

Espaço de trabalho

Agora, vamos ver algumas dicas práticas para que o espaço que você reservar em casa para o trabalho home office dê certo e você mantenha a produtividade com conforto, segurança e funcionalidade nas próximas semanas:

  • caneca e garrafa de água;
  • internet adequada;
  • notebook com webcam;
  • fones de ouvido com microfone;
  • mouse com mousepad ergonômico;
  • porta celular para reuniões mais longas;
  • fácil acesso a uma impressora;
  • cadeira com apoio de braço e regulagem de altura;
  • uma boa iluminação e/ou luminária de mesa;
  • lixo “seco”;

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Saiba quem recebe benefício do auxílio emergencial de R$ 300 hoje

hoje (23), pela Caixa Econômica Federal, para os inscritos no Bolsa Família que possuem o Número de Identificação Social (NIS) com final 5. Os beneficiários podem sacar o benefício através…

Mega-Sena pode pagar R$ 43 milhões nesta quarta-feira

O concurso 2.302 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 43 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h desta quarta-feira (23) no Espaço Loterias…