Por pbagora.com.br

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta sexta (22), em São Paulo, que a economia brasileira já está "em vias de recuperação".

De acordo com o ministro, a expectativa é que no último trimestre do ano o Produto Interno Bruto (PIB) já esteja registrando crescimento de 3% a 4%, compensando a desaceleração esperada para os primeiros trimestres e alcançando a previsão divulgada na quarta-feira pelo Ministério do Planejamento de crescimento de 1% no ano.

"Para o crescimento, as condições estão dadas. Esperamos um primeiro trimestre com desempenho bastante modesto, mas, a partir de março, uma recuperação na economia brasileira", afirmou o ministro, que participou do seminário internacional "O Brasil e a crise econômica mundial", promovido pela revista "Carta Capital".

Ele também afirmou que os setores que mais vão crescer em 2009, segundo previu, serão os voltados para o mercado externo.

Apesar de apontar sinais de recuperação, o ministro disse que isso não quer dizer que a crise tenha acabado.

 

"Estamos percebendo alguma melhora no cenário internacional e alguma recomposição de crédito. O quadro é mais benigno que no ano passado, mas não significa que a crise tenha acabado", disse.

Mantega voltou a lembrar as melhores condições da economia brasileira e dos países emergentes em relação aos países desenvolvidos. Essas melhores condições, disse ele, são uma oportunidade para o Brasil assumir uma posição de protagonista no cenário mundial.

"A crise pode acelerar mudanças que vinham ocorrendo na economia mundial e consolidar o avanço dos emergentes. Acredito que haverá enfraquecimento dos EUA, Japão e Europa e fortalecimento dos países asiáticos e demais emergentes, de modo a se ter um balanceamento de forças", disse.

 

Segundo ele, essa situação proporcionará vantagens para o Brasil. "Agora, quando formos negociar, vamos ter que colocar na mesa os países que vão capitanear o crescimento da economia nos próximos anos. Certamente, o mundo será diferente, e o Brasil estará entre os novos protagonistas", declarou.

 

 

Câmbio

Mantega admitiu que existe uma preocupação no governo com a retomada da entrada de dólares no país, que vem puxando para baixo a cotação da moeda. "É claro que essa valorização atrapalha, atrapalha o setor produtivo, os exportadores. Então é uma fonte de preocupação", apontou.

 

O ministro afirmou, no entanto, que o Banco Central está aproveitando esse movimento para aumentar as reservas de dólares no país. "O BC já está comprando mais", disse
 

 

 

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Preço médio da gasolina em CG é de R$ 4,19, aponta Procon

Consumidor pode encontrar gasolina comum vendida a partir de R$ 4,059 em Campina Grande De acordo com a última pesquisa de preços realizada pelo Procon Campina Grande, nos postos de…