Por pbagora.com.br

O dólar comercial abriu em queda nesta terça-feira (6) depois de fechar a véspera a R$ 1,761 para a venda, menor valor em 13 meses. Por volta das 9h30, a divisa era negociada em queda de 0,45%, a R$ 1,753. Com a desvalorização, a baixa da moeda no dia se aproxima de 25% em 2009.

 

Os investidores aproveitam o ambiente mais calmo para aplicar em ativos considerados de maior risco, como moedas de países emergentes e commodities. Como resultado, o dólar cedia ante moedas como o rublo russo, a rúpia indiana e o rand sul-africano, bem como frente a uma cesta com as principais divisas mundiais.

 

Ações

O mercado brasileiro se prepara para um grande número de lançamentos e ofertas de ações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o que aumenta a expectativa de entrada de divisas no país. Somente o Banco Santander pretende levantar R$ 15,6 bilhões com a oferta de ações cujo período de reserva de papéis terminou hoje.

 

Além do braço brasileiro do Santander, outras empresas de grande porte, como a companhia aérea Gol, a empresa de alimentos JBS e a construtora Cyrela vão usar ofertas de ações como forma de reforçar seu caixa e seus investimentos até o fim deste ano.

 

Analistas da Corretora Santander ratificam a aposta na valorização de ativos brasileiros, entre eles a moeda nacional, citando como componente favorável para tal os bons fundamentos da economia brasileira. "Neste cenário, não faz sentido apostar contra a valorização dos preços destes ativos, como ações e a própria moeda do país", avaliaram em relatório.
 

G1