Por pbagora.com.br

A seguradora American International Group (AIG) vai pagar US$ 165 milhões em bônus a seus executivos, apesar de ter recebido auxílio econômico superior a US$ 170 bilhões do Tesouro dos Estados Unidos e do Federal Reserve para escapar da falência, informa o jornal The New York Times.

A companhia, que apresentou no início de março o pior resultado trimestral da história de Wall Street, foi pressionada pelo secretário do Tesouro, Timothy F. Geithner, para que volte atrás na decisão. A AIG defende-se dizendo que os prêmios foram acordados em 2008, antes da crise, e que não podem ser legalmente cancelados.

O prêmio, destinado aos executivos do departamento de produtos financeiros da AIG, cobre 400 trabalhadores. Enquanto para alguns o bônus não deve passar de US$ 1 mil, outros podem receber até US$ 6,5 milhões.

Embora a Casa Branca ainda não tenha reagido formalmente, o jornal The New York Times afirmou que a administração americana está furiosa com a situação, mas analisou os contratos e concluiu que os acordos assinados não podem ser quebrados. O Departamento do Tesouro vai tentar agora fazer com que este custo seja devolvido pela empresa, no âmbito do acordo de pagamento da dívida ao governo americano.

Terra

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Caixa paga hoje novo lote do auxílio emergencial; saiba quem recebe

Será pago nesta sexta-feira (7), recebem nova parcela do auxílio emergencial cerca de 3,9 milhões de beneficiários nascidos em junho. Aprovados no 6º lote estão entre os beneficiados. Recebem hoje:…

Conde autoriza retorno de hotéis, pousadas, restaurantes e lanchonetes

Em meio a pandemia do novo coronavírus, com números ainda preocupantes, a Prefeitura do Conde, Litoral Sul da Paraíba, autorizou o retorno das atividades no segmento da hotelaria, restaurantes, bares,…