A seguradora American International Group (AIG) vai pagar US$ 165 milhões em bônus a seus executivos, apesar de ter recebido auxílio econômico superior a US$ 170 bilhões do Tesouro dos Estados Unidos e do Federal Reserve para escapar da falência, informa o jornal The New York Times.

A companhia, que apresentou no início de março o pior resultado trimestral da história de Wall Street, foi pressionada pelo secretário do Tesouro, Timothy F. Geithner, para que volte atrás na decisão. A AIG defende-se dizendo que os prêmios foram acordados em 2008, antes da crise, e que não podem ser legalmente cancelados.

O prêmio, destinado aos executivos do departamento de produtos financeiros da AIG, cobre 400 trabalhadores. Enquanto para alguns o bônus não deve passar de US$ 1 mil, outros podem receber até US$ 6,5 milhões.

Embora a Casa Branca ainda não tenha reagido formalmente, o jornal The New York Times afirmou que a administração americana está furiosa com a situação, mas analisou os contratos e concluiu que os acordos assinados não podem ser quebrados. O Departamento do Tesouro vai tentar agora fazer com que este custo seja devolvido pela empresa, no âmbito do acordo de pagamento da dívida ao governo americano.

Terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 21,5 mi no próximo concurso

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.199 da Mega-Sena, realizado neste sábado. O próximo sorteio pode pagar R$ 21,5 milhões. As dezenas sorteadas foram: 15 – 23 –…