Por pbagora.com.br

A indústria de veículos foi vítima de uma catástrofe que se espalhou pelo mundo e mesmo por mercados emergentes importantes, que os fabricantes consideravam geradores de crescimento e agora tiveram seu movimento de alta interrompido, afirmou o diretor da Peugeot-Citroen, Christian Streiff.
 

O executivo da segunda maior montadora de veículos da Europa em volume espera que as vendas do grupo despenquem 20% em 2009 e vê mais problemas em 2010 por causa da persistência da crise que atinge o setor. – O que está acontecendo neste momento é uma catástrofe global na indústria de veículos porque o mercado brasileiro, o mercado chinês e o mercado russo pararam assim como o europeu. Isso vai gerar uma queda de mais de 20% – afirmou Streiff à rádio RTL.

 

Streiff fez o comentário logo depois de assinar acordo com o governo francês que fornecerá à montadora 3 bilhões de euros (US$ 3,87 bilhões) em financiamento. A rival francesa Renault também participou do acordo. – O cenário para 2009 é terrível. Estamos trabalhando com base na expectativa de que o mercado em 2010 continuará difícil – acrescentou Streiff à rádio RTL.

 

A PSA Peugeot Citroen deve publicar os resultados de 2008 na quarta-feira. A expectativa média de 17 analisrtas consultados pela Reuters para a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) é de 5,78 bilhões de euros ante 7,89 bilhões de euros em 2007.

 

JB Online

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Concursos oferecem 701 vagas de emprego na Paraíba

Pelo menos 701 vagas são oferecidas em cinco editais de concursos publicados na Paraíba, nesta semana de 17 a 24 de janeiro. Os concursos são oferecidos pela Prefeitura de João…