Por pbagora.com.br

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) superou a baixa do meio do dia e fechou com valorização nesta quarta-feira (5). O índice Ibovespa, referência para o mercado nacional, teve alta de 0,62%, fechando aos 56.384 pontos.

Com o resultado do dia, os ganhos do mercado financeiro brasileiro no ano já superam 50%. Em relação aos 37.550 pontos do fim do ano passado, a alta acumulada em 2009 é de 50,15%.

 

O resultado também marca a melhor pontuação do índice Ibovespa desde 8 de agosto de 2008, ou seja, há quase exatamente um ano. O volume financeiro desta quarta-feira foi de R$ 4,9 bilhões, em linha com a média das últimas semanas.

 

No dia, as ações da Petrobras e da Vale fecharam em leve alta. O papel da Redecard subiu mais de 4% na esteira dos resultados da Mastercard na América Latina. A líder do pregão, porém, foi a Klabin, com ganho de 6,5%.

 

Dados sobre os EUA

Nos EUA, o Instituto de Gerentes de Compras (ISM, na sigla em inglês) mostrou que o índice de atividade no setor de serviços caiu para 46,4 pontos em julho, contra 47 pontos em junho, marcando, assim, o 10º mês consecutivo de contração.

Além disso, investidores avaliam dados vindos dos Estados Unidos, que mostram que o setor privado cortou 463 mil empregos em junho. Também por lá, um levantamento mostrou que o número de pedidos de hipotecas aumentou 4,4% na semana passada.

 

Outro indicador que pode pesar sobre o preço das commodities – que influenciam fortemente o pregão brasileiro, por conta das "blue chips" Petrobras e Vale – é o aumento dos estoques de petróleo nos EUA, que cresceram em 1,7 milhão de barris na semana passada. As reservas de gasolina, porém, tiveram queda de 200 mil barris.

 

Outros pregões

Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones, referência para Nova York, teve queda de 0,42%, aos 9.280 pontos, no fim do pregão. O indicador de tecnologia Nasdaq tinha retração de 0,91%, para 1.993 pontos, no mesmo horário.

 

O índice FTSEurofirst 300, principal referência das bolsas de valores europeias, caiu 0,6%, para 934 pontos. Entre os principais mercados, Londres teve queda de 0,52%; em Paris, a baixa foi de 0,51%; em Frankfurt, a desvalorização foi de 1,18%.

 

Na Ásia, Hong Kong e Xangai perderam 1,45% e 1,24%, respectivamente.

G1

Notícias relacionadas

Especialistas explicam quais são as vantagens do consórcio para compra de imóvel

Se você deseja ter a casa própria, assim como milhares de brasileiros, já deve ter pesquisado sobre algumas formas de realizar essa aquisição. Para explicar as vantagens desta mobilidade de…