O secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos da Paraíba, João Azevedo (PSB), comentou ontem, terça-feira (12) sobre a polêmica que envolve a decisão da prefeitura de João Pessoa de impedir, através de cassação de licenças, anteriormente concedidas, a construção do Home Center Ferreira Costa, no bairro Aeroclube, na Capital. O que poderia gerar 500 empregos.

 

 João Azevedo disse que a Paraíba vive um momento especial de preparação e busca de empresas para captar empregos e desenvolver a economia e citou uma cervejaria que vai se instalar na cidade de Alhandra. Serão mais de 500 empregos.

 

"É necessário que se reveja a posição, já que não se pode perder um empreendimento desse por questões burocráticas. É mais importante gerar os investimentos e empregos e se busque uma solução. Tem que verificar a pendência para se resolver o assunto.

 

Vendo o que o Estado poderia perder, o governador Ricardo Coutinho (PSB) demosntrou interesse em ajudar na conciliação da empresa e a prefeitura e convidou empresários e o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) para uma reunião a fim de tratar sobre o tema.

 

A prefeitura negou que esteja tentando obstacular a implantação da empresa e não confirmou sua ida à reunião.

 

A polêmica começou quando as obras de construção de uma unidade do Home Center Ferreira Costa foram paralisadas após a prefeitura desautorizar as licenças que tinham sido concedidas. A alegação na época é que o prédio colocaria em risco a decolagem e pouso de aeronaves do aeroclube que se localiza muito próximo do local escolhido pela empresa.

 

Redação

Foto: Walla Santos

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário