Impactos do Covid-19. Em tempo de pandemia e de restrições que afetaram a economia, a arrecadação de impostos na Paraíba caiui R$ 6,6 milhões nos primeiros 10 dias de junho.

De acordo com o sétimo boletim da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB) divulgado nesta sexta-feira (19), o Estado da Paraíba arrecadou R$ 6,6 milhões a menos em impostos nos dez primeiros dias de junho deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado,

De acordo com o documento, o Estado teve uma queda de 5,43% na arrecadação dos impostos estaduais entre 1º e 10 de junho de 2020 em relação a 1º e 10 de junho de 2019. Em comparativo com os dez primeiros dias de maio deste ano, houve um acréscimo de 30,2%, com R$ 26,7 milhões arrecadados a mais.

O boletim também mostra que dos três impostos, a maior redução foi do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que retraiu 11,29% e arrecadou R$ 12,7 milhões a menos que nos 10 primeiros dias de junho de 2019.

O Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCD) também teve queda, de 28,63%, com arrecadação R$ 400 mil menor que no ano passado.

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) foi o único que apresentou alta entre os anos. No início de junho deste ano, foi arrecadado R$ 6,5 milhões a mais que no mesmo período do ano passado, um acréscimo de 83,3%.

Ao analisar a arrecadação no período de 1º a 10 de junho de 2020, comparada ao mesmo período em 2019, três dos quatro maiores setores registraram expressivas perdas: indústria (-34,94%); atacadista (-6,04%); petróleo, combustíveis e lubrificantes (-11,07%), que somaram R$ 19,7 milhões em valores absolutos. O comércio varejista apresentou alta de R$ 6 milhões na arrecadação (86,12%).

No acumulado do ano, o repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE) ao Governo da Paraíba registrou uma queda de 6,31%. Em números absolutos, o repasse do FPE, entre janeiro de 2020 ao dia 10 de junho de 2020, caiu de R$ 2,286 bilhões para R$ 2,142 bilhões, resultando numa diferença negativa de R$ 144,2 milhões.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Com pandemia, Paraíba perde mais de 3,4 mil postos de trabalho em maio

Efeitos da pandemia na economia paraibana. Muitos paraibanos de diversos setores que movimentam a economia, iniciaram o ano de 2020 empregos, mas após a pandemia do novo coronavírus, tiveram redução…

Especialista dá dicas de como quem perdeu o emprego pode se preparar para o mercado

A pandemia da COVID-19 provocou a paralisação de diversas atividades econômicas e causou o desemprego de muita gente. Se há setores especialmente afetados pelas medidas para conter a disseminação do…