A Paraíba o tempo todo  |

Tintin Cineclube promove lançamento de dois curtas nesta quarta-feira

Dando continuidade às sessões mensais de lançamentos de curtas-metragens independentes e nacionais na cidade de João Pessoa, o Tintin Cineclube promove nesta quarta-feira, dia 31, às 20h30, na Usina Cultural Energisa, mais uma sessão do Assacine. Na ocasião serão exibidos dois curtas-metragens paraibanos do gênero documentário finalizados em 2010.

Abrindo a sessão o curta-metragem “Família Vidal” (doc. 15’) do realizador Diego Benevides, retrata a vida de uma família circense, que peregrina de cidade em cidade do nordeste brasileiro, em busca de sua própria sobrevivência, assim como da preservação e perpetuação da magia do picadeiro. Em meio a essa busca, entre a dura realidade e o leve prazer do fazer artístico, a Família Vidal é uma esquecida, porém legítima prova de amor e doação a tradição do circo brasileiro.

Em seguida será exibido “À minha amiga: Um breve relato sobre nós” (doc. 10’), de André da Costa Pinto. O curta-metragem experimental discorre sobre a relação de Dona Carminha e Dona Inacinha, amigas há mais de 60 anos. Ao longo desse período, elas dividiram alegrias, tristezas, confidências, carnavais e São Joãos. Casualidades da vida poderiam tê-las afastado, porém um forte elo de dedicação e cumplicidade manteve-as unidas. O registro audiovisual desta relação traz a tona recordações que podem surpreender.

Ambos os filmes foram produzidos através da lógica de coletivos audiovisuais independentes. Tanto a Tomada Única Filmes representada na sessão por Diego Benevides, quanto o Moinho de Cinema da Paraíba grupo que André Costa integra, vêm adquirindo cada vez mais destaque no cenário cultural do estado e no circuito de festivais e críticos de cinema do país. A relevância desses coletivos para o fomento das práticas audiovisuais e para a formação de público voltada para produções nacionais é de suma importância no contexto de incentivo e acessibilidade de bens artísticos e culturais para a população em geral.

A sessão desta quarta-feira ainda conta com a exibição bônus de dois vídeos de 3 minutos, realizados na oficina audiovisual da Mostra de Arte Periférica, na comunidade do Porto do Capim. Durante a oficina, jovens criaram narrativas videográficas que representam seus universos pessoais com muita criatividade e bom humor.

Após a exibição dos filmes a sessão se estende com uma conversa com os realizadores, além de discotecagem com o DJ Carlos Dowling. Também na Livraria da Usina, localizada no mesmo complexo onde serão exibidos os filmes, a partir das 19h, haverá o lançamento do livro “Escola e a Igreja nas Ruas da Cidade” do Grupo de Pesquisa Ciência, Educação e Sociedade da Universidade Federal da Paraíba.

O evento promovido pela Associação Brasileira de Documentaristas – Secção Paraíba (ABD-PB), com o apoio do Ministério da Cultura, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Conselho Nacional de Cineclubes (CNC) e Usina Cultural Energisa, propõe essas sessões mensais com a presença dos realizadores, no intento de dar visibilidade a intensa e crescente produção audiovisual do estado, além de promover um diálogo aberto entre o público e o novo e independente cinema brasileiro.

O ingresso da sessão custa R$ 2,00, sendo que estudantes, maiores de 60 anos e abdistas pagam a metade deste valor.

 

Assessoria

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe