Premiado em cinco categorias no Festival de Teatro de Cajazeiras, o
espetáculo “A Farsa do Poder” será apresentado no próximo dia 6, em Ouro
Velho, durante a primeira Caravana da Cultura de 2009. Música, artes
plásticas e cinema também estão na programação do projeto itinerante
desenvolvido pela Subsecretaria de Cultura do Estado.
 

Encenado pela primeira vez em dezembro passado, “A Farsa do Poder” é
resultado de uma especialização em Representação Teatral do Departamento de
Artes Cênicas da UFPB. Com orientação da professora Cristina Streva, o grupo
conquistou cinco prêmios no 3º Cajazeirato: Thardelly Lima levou Melhor Ator
(com indicação também para Daniel Porpino), Dudha Moreira ficou com o prêmio
de Melhor Atriz (Fabíola Morais também foi indicada), Melhor Espetáculo,
Sonoplastia (grupo) e Direção (coletiva).

A peça é uma adaptação livre da obra de Racine Santos, dramaturgo potiguar.
O grupo, formado pelos quatro atores citados acima, aproxima a atuação da
comédia popular nordestina com a meia-máscara – própria da Commedia
dell´Arte. O espetáculo vai ser encenado na Casa da Cultura de Ouro Velho,
sexta-feira, às 20h, com entrada aberta ao público.

Até lá, a cidade de Ouro Velho está recheada de programação. Todos os dias,
os projetos Cinema na Rua e na Escola circulam pelas praças e escolas
públicas da cidade. Em cartaz, curtas e longas brasileiros, especialmente,
paraibanos e uma mostra de animação, cedida gentilmente pela coordenação do
Anima Mundi.

 

A Casa de Cultura de Ouro Velho também vai abrigar, de 4 a 7 de fevereiro,
uma coletiva de artistas plásticos do Estado. Expõem Fran Lima e Murilo
Santos, de Patos, Lili Brasileiro e Silvia Maia, de Campina Grande, Gilcélio
Marinho, de Monteiro, Carlos Damião, de Guarabira, Carlos França, Clóvis
Júnior e Flávio Tavares, de João Pessoa.

 

Durante a Caravana, crianças, jovens e adultos podem participar de duas
oficinas: “Teatro, Corpo e Consciência” é ministrada por Flávio Freitas e
trata da utilização do corpo e da voz como instrumento de trabalho do ator;
a segunda traz passos básicos de danças populares e folclóricas, como coco
de roda, reisado, xaxado e ciranda. O facilitador é o ator e dançarino
Wagner José S. Ferreira.

 

Para encerrar a programação, haverá show de Mirandinha e Banda no sábado,
dia 7, às 20h, na Casa da Cultura de Ouro Velho, com entrada franca.

 

Secom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Atividades culturais marcam comemorações pelo Dia da Consciência Negra na PB

O Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, data da morte de Zumbi dos Palmares, é lembrado na Paraíba com uma série de atividades culturais. Espetáculo de teatro,…