Por pbagora.com.br

Centenas de fiéis da Igreja Católica acompanharam a Procissão de Corpus Christi na tarde de ontem, pelas ruas de João Pessoa. O arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, conduziu a hóstia consagrada durante todo o percurso, da Igreja Nossa Senhora de Lourdes, até o adro do Centro Cultural São Francisco.

 

Com duração de cerca de 40 minutos a procissão terminou no adro da Igreja São Francisco, com a realização de uma missa campal, por volta das 17h. Entre os fiéis assíduos estava a aposentada Eunice Silva, de 70 anos. Ela conta que, apesar de acompanhar todos os anos a procissão, este ano, ela teve um gosto especial de gratidão. “Muitos que conheço estavam ano passado e, este ano, não puderam mais acompanhar. Só vim agradecer pela minha saúde”, comentou.

 

Já a servidora pública Eliana Lobo, de 33 anos, disse que começou recentemente a se engajar e servir na Igreja Católica e que, desde então, passou a entender a importância da procissão. “A celebração de Corpus Christi é a única vez que o Santíssimo Sacramentado sai às ruas e é exposto. Então, se o Senhor vem às ruas, nós, como fiéis, viemos acompanhando nosso Senhor”, disse.

 

Maria Aparecida, de 64 anos, precisou deixar de distribuir rosas durante a procissão, como fazia todos os anos. Mas mesmo precisando de ajuda para caminhar, ela explica que não deixa de ir para a celebração religiosa. “Todos os anos eu vinha, mesmo quando morava em Cabedelo. É fundamental eu está aqui, porque a gente crê que esse é o único dia que Jesus sai pela rua visitando a cidade”.

 

 

Redação