A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB) faz o primeiro concerto oficial, abrindo a temporada de apresentações deste ano, no próximo dia 12 de março, quinta-feira, às 20h30, no Cine Bangüê do Espaço Cultural José Lins do Rego, em Tambauzinho. A apresentação da Jovem será com peças clássicas e solo de trompete do músico Heliéber Pessoa, e regência do maestro titular Luiz Carlos Durier. A entrada é franca.

No programa a ser apresentado, composições de Ernest Mahle, com a peça “Suíte Pernambuco”; de A. G. Arutiunian, e “Concerto para Trompete em Lá Maior”, com solo de Heliéber Pessoa. Após o intervalo, será executada a peça de F. Schubert, “Sinfonia nº 1 em Ré Menor, D 82.”

A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba abre a Temporada 2009 com um grande concerto, trazendo no repertório a música brasileira inédita de Ernest Mahle em comemoração aos seus “80 Anos de Vida”, a música do armênio Arutiunian com concerto para trompete, com o “debut” do solista convidado Heliéber Pessoa, integrante da orquestra e a Sinfonia nº. 1 de Schubert escutada pela primeira vez em solo paraibano. Uma grande novidade para os ouvintes.

O concerto abre com a Suíte Pernambuco do compositor austríaco naturalizado brasileiro Ernest Mahle. Esta maravilhosa página musical tem inspiração nos folguedos do estado vizinho e foi dedicada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A suíte tem três movimentos intitulados Viva o nosso Rei na Corte, Nas Águas Verde do Mar e A Bandeira. Todos de grande energia rítmica, muito alegres e dançantes. Tudo para empolgar os ouvintes.

Em seguida é a vez de o solista Heliéber Pessoa apresentar o Concerto para Trompete em Lá Bemol Maior de Alexander Arutiunian. A música tem uma forte influência e características rítmicas e melódicas da cultura armênia. Como compositor, ele exprime a sua nacionalidade, incorporando o sabor de ashughner (folk menestrel) e improvisações. Ele foi escrito em 1950 para o famoso trompetista soviético Timofei Dokschitzer. O concerto tem três movimentos interligados numa brilhante fantasia, as melodias soam por vezes romântica, vigorosa e alegre. O ritmo é marca desta obra prima.
Encerraremos a noite com a Sinfonia Nº. 1 em Ré M, D. 82 de Franz Schubert, um dos mais criativos e inventivos compositores do século XIX. Esta sinfonia foi concluída em 28 de Outubro de 1813, quando o compositor tinha apenas 16 anos de idade. É inegável que a influência de Haydn, Mozart e Beethoven foi muito forte no jovem Schubert. O primeiro movimento tem uma introdução lenta que se liga ao Allegro vivace rico em harmonias, o segundo é uma bela canção (lied). O minueto é uma dança formosa. O quarto movimento é eloqüente onde poderemos viajar em grandes modulações.

Segundo o maestro, professor e pesquisador musical, Luiz Carlos Durier, regente da Jovem, “a orquestra inaugura a Temporada 2009 com uma bela seleção musical, o que será a tônica de todos os concertos, ou seja, alegria e emoção sempre. Em particular serão as homenagens aos grandes compositores celebrados este ano, a exemplo de J. Haydn, Marlos Nobre e Villa-Lobos. Durier diz que “a orquestra é uma grande escola na formação de músicos e de platéia. Nosso objetivo é sempre alegrar e divertir o povo da Paraíba”, finaliza.

O SOLISTA ELIÉBER PESSOA

Natural de João Pessoa, onde nasceu em 08 de maio de 1986. Iniciou seus estudos musicais aos 10 anos na Escola de Música da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Jaguaribe, sob a direção do professor Geilson Vieira. Aos 11 anos recebe suas primeiras aulas de trompete com o professor Murilo Leodegário que o encaminhou ao curso de extensão da Universidade Federal da Paraíba, na classe do professor Dr. Ayrton Benck.

Participou entre os anos de 2000-2005 da Orquestra Sinfônica Infanto-Juvenil da UFPB, tendo como regentes os professores Geraldo Rocha e Dra. Lucení Caetano. Desenvolveu um amplo trabalho de quinteto para metais sob a orientação do professor Dr. Radegundis Feitosa.

Participou, também, como estudante de trompete e música de câmara de importantes festivais de música, tais como: o 25º e 27º Curso Internacional de Verão de Brasília em 2003 e 2005; 5º Festival Eleazar de Carvalho (Fortaleza); VII e VIII Encontro Nordestino de Metais (Natal e São Luís respectivamente). Assim, pôde receber aulas com renomados músicos como Charles Schlueter (Boston Symphony – EUA), Andrew Balio (Baltimore Symphony – EUA), Adenilson Telles (Brasil/Alemanha), Malte Burba (Alemanha), Nailson Simões (UNIRIO), Anor Luciano Jr. (UFMG), Joatan Nascimento (OSBA), Ranilson Bezerra (UFRN/OSPB), Heinz Schwebel (OSBA/UFBA) e com o quinteto de metais Spanish Brass (Espanha).

Em março de 2006 deu início ao curso de Bacharelado em Música com habilitação em Trompete na UFPB com o professor Dr. Ayrton Benck e com professor Dr. Gláucio Xavier. Concluiu o curso superior em dezembro de 2008.

Atualmente é integrante da Banda Municipal 5 de Agosto em João Pessoa; 1º Trompete da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB); trompetista do quinteto de metais Jampa Brass, Orquestra Sanhauá da Paraíba, Cidade Viva Music Brazil. Atua também como docente convidado na Escola de Música do Município do Conde – PB.
 

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Morre no Rio Maurício Sherman, um dos pioneiros da TV no Brasil

Morreu na manhã desta quinta-feira (17), aos 88 anos, Maurício Sherman, um dos pioneiros da TV no Brasil – como ator, produtor e diretor. “A história do Maurício Sherman é…