A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB) faz o primeiro concerto oficial, abrindo a temporada de apresentações deste ano, no próximo dia 12 de março, quinta-feira, às 20h30, no Cine Bangüê do Espaço Cultural José Lins do Rego, em Tambauzinho. A apresentação da Jovem será com peças clássicas e solo de trompete do músico Heliéber Pessoa, e regência do maestro titular Luiz Carlos Durier. A entrada é franca.

No programa a ser apresentado, composições de Ernest Mahle, com a peça “Suíte Pernambuco”; de A. G. Arutiunian, e “Concerto para Trompete em Lá Maior”, com solo de Heliéber Pessoa. Após o intervalo, será executada a peça de F. Schubert, “Sinfonia nº 1 em Ré Menor, D 82.”

A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba abre a Temporada 2009 com um grande concerto, trazendo no repertório a música brasileira inédita de Ernest Mahle em comemoração aos seus “80 Anos de Vida”, a música do armênio Arutiunian com concerto para trompete, com o “debut” do solista convidado Heliéber Pessoa, integrante da orquestra e a Sinfonia nº. 1 de Schubert escutada pela primeira vez em solo paraibano. Uma grande novidade para os ouvintes.

O concerto abre com a Suíte Pernambuco do compositor austríaco naturalizado brasileiro Ernest Mahle. Esta maravilhosa página musical tem inspiração nos folguedos do estado vizinho e foi dedicada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A suíte tem três movimentos intitulados Viva o nosso Rei na Corte, Nas Águas Verde do Mar e A Bandeira. Todos de grande energia rítmica, muito alegres e dançantes. Tudo para empolgar os ouvintes.

Em seguida é a vez de o solista Heliéber Pessoa apresentar o Concerto para Trompete em Lá Bemol Maior de Alexander Arutiunian. A música tem uma forte influência e características rítmicas e melódicas da cultura armênia. Como compositor, ele exprime a sua nacionalidade, incorporando o sabor de ashughner (folk menestrel) e improvisações. Ele foi escrito em 1950 para o famoso trompetista soviético Timofei Dokschitzer. O concerto tem três movimentos interligados numa brilhante fantasia, as melodias soam por vezes romântica, vigorosa e alegre. O ritmo é marca desta obra prima.

Encerraremos a noite com a Sinfonia Nº. 1 em Ré M, D. 82 de Franz Schubert, um dos mais criativos e inventivos compositores do século XIX. Esta sinfonia foi concluída em 28 de Outubro de 1813, quando o compositor tinha apenas 16 anos de idade. É inegável que a influência de Haydn, Mozart e Beethoven foi muito forte no jovem Schubert. O primeiro movimento tem uma introdução lenta que se liga ao Allegro vivace rico em harmonias, o segundo é uma bela canção (lied). O minueto é uma dança formosa. O quarto movimento é eloqüente onde poderemos viajar em grandes modulações.

Segundo o maestro, professor e pesquisador musical, Luiz Carlos Durier, regente da Jovem, “a orquestra inaugura a Temporada 2009 com uma bela seleção musical, o que será a tônica de todos os concertos, ou seja, alegria e emoção sempre. Em particular serão as homenagens aos grandes compositores celebrados este ano, a exemplo de J. Haydn, Marlos Nobre e Villa-Lobos. Durier diz que “a orquestra é uma grande escola na formação de músicos e de platéia. Nosso objetivo é sempre alegrar e divertir o povo da Paraíba”, finaliza.

SECOM

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Romero aciona Túnel de Luz e deseja consagrar CG como o Natal do NE

A rua Maciel Pinheiro, uma das mais tradicionais do centro comercial de Campina Grande, ganhou na noite desta sexta-feira (6) um Túnel de Luz, atração inédita no Natal Iluminado da…

Espetáculo ‘De ponto a ponto, canto o Natal’ é a atração deste domingo na Bica

A diversão no Parque da Bica, neste domingo (8), terá o clima natalino com a apresentação do Grupo Arretado Produções, com o espetáculo “De ponto a ponto, canto o Natal”,…