O Lutador foi eleito melhor filme neste sábado, 21, com a entrega do Spirit Awards, o prêmio do cinema independente, que também premiou Mickey Rourke como melhor ator.

 

Entregue sempre na véspera da cerimônia da Academia de Hollywood, o Spirit Awards premiou atores que disputam o Oscar, como o próprio Rourke. Como melhor atriz a vencedora foi Melissa Leo, por Rio Congelado, e como atriz coadjuvante, Penélope Cruz, por Vicky Cristina Barcelona.

Rourke fez um longo e engraçado discurso ao ganhar o troféu, que dedicou ao seu cão Chihuahua Loki que morreu seis dias antes e especialmente ao seu diretor Darren Aronofsky, e à comunidade de lutadores. A plateia aplaudiu Rourke de pé.

O prêmio de melhor diretor ficou com Tom McCarthy, por The Visitor.

Ao lado de Penélope, o ator coadjuvante premiado foi James Franco, pelo papel de amante de Harvey Milk (Sean Penn) no filme Milk de Gus Van Sant. Milk também recebeu o prêmio de melhor roteiro original, de Dustin Lance Black.

Woody Allen ganhou o troféu de roteiro por Vicky Cristina Barcelona.

O filme Synecdoche, New York, rendeu a Charlie Kaufman o prêmio de diretor estreante.

O documentário vencedor foi Man on Wire, de James Marsh, sobre a aventura de Philippe Petit que atravessou as Torres Gêmeas nos Estados Unidos andando por uma corda bamba em 1974, filme que também disputa o Oscar na categoria.

Outro indicado ao Oscar que venceu o Spirit Awards foi o filme francês The Class, na categoria de filme estrangeiro.

 

AP

Patrocinado pelo grupo de cinema Filme Independente, o Spirit Awards premia filmes que cus que custam menos do que US$ 20 milhões em sua realização. Outro critério é a originalidade e estilo provocador de seu enredo.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Bananeiras quer ser uma referência em evento literário e começa com grande festival

A cidade de Bananeiras, no Brejo da Paraíba, tem a pretensão de ser uma referência paraibana na realização de evento inerente também à literatura. Já é no que se refere…