Um esporte de tradição e habilidade. A vaquejada é considerada a segunda maior paixão do nordestino. Depois do futebol, a festa da “derrubada do boi” é quem consegue atrair um número maior de adeptos na região Nordeste do Brasil. Em 2009, os vaqueiros que se inscreverem da 15ª edição da Vaquejada do Parque Haras Ivandro Cunha Lima prometem se confraternizar e pedir as bênçãos de Deus, mais uma vez, na já tradicional Missa do Vaqueiro.

Considerada uma iniciativa positiva por parte dos religiosos, a ação religiosa que já acontece há quatro anos, será na próxima sexta-feira, dia 13 de março, a partir das 17h, em uma estrutura montada na própria pista de competições.

Esse tipo de celebração também acontece em outras cidades do interior nordestino e é uma demonstração da preocupação evangelística da Igreja para com os trabalhadores que se dedicam à árdua tarefa de se dedicar às atividades do campo, especialmente à pecuária.

A celebração, inclusive, já teve sua importância reconhecida pelo próprio bispo de Campina Grande, Dom Jaime Vieira Rocha.

Esse ano, outra novidade será a parceria feita com a Diocese para transportar de forma gratuita os fiéis interessados em participar da celebração. Um ônibus estará à disposição da comunidade, a partir das 16h da próxima sexta-feira, ao lado da catedral de Nossa Senhora da Conceição, na Avenida Floriano Peixoto, no centro de Campina Grande.

A quarta Missa do Vaqueiro no Parque Haras Ivandro Cunha Lima será celebrada, mais uma vez, pelo Padre Carlos Antonio de Araújo, o Padre Carlinhos, pároco da cidade de Monteiro, localizada na região do Cariri Paraibano.

O religioso acredita que, como todos os anos, a missa seja bastante participativa, esperando que a celebração abençoe a todos os vaqueiros e aos demais convidados do ato religioso.

“A missa é do vaqueiro, mas esperamos que a comunidade campinense participe mais uma vez desse momento tão especial na vida daqueles que participam de vaquejadas em todas as regiões do nosso Brasil. No momento da celebração, além dos vaqueiros e da população, nós também pedimos as benções de Deus para a nossa natureza, para os nossos animais e para que o Senhor Jesus garanta a paz desse grande evento” completou o religioso.

Mais uma vez, a Missa do Vaqueiro será animada por um grupo de cantores religiosos regionais que também é da cidade de Monteiro. Todos os cânticos terão o ritmo marcante da sanfona, do triângulo e do zabumba. Esse modo de animação da celebração visa garantir a característica regional, preservando assim, as tradições nordestinas existentes em torno do esporte vaquejada.

 

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Zé Ramalho faz confidências de sua vida e revela como parou o vício

Um dos ícones da música brasileira, o paraibano de Brejo do Cruz Zé Ramalho, confidenciou detalhes de sua vida que alguns fãs não conheciam no programa Conversa com Bial.Há 40…

Dez mil brasileiros participam da canonização da Irmã Dulce no Vaticano

Cerca de 50 mil pessoas acompanharam o rito de canonização da brasileira Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a irmã Dulce, e de outros quatro beatos, realizado na manhã…