A ideia foi transformar os movimentos de acrobacia, a coreografia de bailarinos e a evolução de um grupo que salta com extrema agilidade em linguagem de carnaval. Com essa proposta, o carnavalesco Roberto Szaniecki, da Estação Primeira de Mangueira, reuniu integrantes da Intrépida Trupe, Cirque du Soleil e do Voltz Le Parkour e montou uma apresentação para a verde-e-rosa. O resultado promete impressionar o público da Sapucaí quando a quinta escola desfilar na segunda-feira (23).

 

“Eu e o Leo (Leonardo Senna, coreógrafo) estamos pensando em fazer isso há algum tempo, desde a época em que trabalhávamos na Grande Rio. Mas acho que agora conseguimos criar um equipamento que vai permitir que a evolução desses grupos esteja em harmonia e inserida no enredo. Vamos ter um grande diferencial no desfile com esses talentos”, aposta Szaniecki.
 

A equipe da Intrépida e do Le Parkour farão suas evoluções no carro 2. O seguinte será usado pelo Cirque du Soleil e, o quarto carro, por bailarinos de várias companhias de dança. “Queremos uma composição eclética, mas com muita harmonia para que o público reconheça o trabalho dentro do enredo”, acrescenta Leonardo Senna.

Técnica de salto
 

O Voltz Le Parkour, que usa a técnica de salto para ultrapassar obstáculos, participa pela primeira vez de uma escola de samba. No carro da equipe, as exibições serão feitas por seis atletas. A apresentação será em cima de uma caravela em movimento.

 

“Será como um barco no meio de uma tormenta. E eles terão que manter o equilíbrio, mesmo saltando e fazendo outras evoluções”, explica o diretor da companhia, Gian Pomposselli. “E o grupo ainda tem que cantar e interagir com a platéia. Não será uma coisa fácil. Mas temos certeza que vai ficar muito bonito.”

 

A verde-e-rosa leva para a avenida o enredo “A Mangueira traz os brasis do Brasil mostrando a formação do povo brasileiro”, inspirado no livro “O Povo Brasileiro, a formação e o sentido do Brasil”, do antropólogo Darcy Ribeiro.

 

A despeito do atraso no barracão, a Mangueira promete reagir e apresentar na avenida um carnaval cheio de belas novidades. O público está torcendo.

 

globo.com

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Genival Lacerda segue internado e aguarda resultados de exames

O cantor e compositor paraibano Genival Lacerda, de 89 anos, que sofreu um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVC) na madrugada da última a terça-feira (26), sinternado no Hospital D’Ávila, na…

MPs pedem que 69 municípios considerem antecipar feriados como CG

Diante da possibilidade do colapso da rede de saúde em Campina Grande devido à pandemia de Covid-19, o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o…