A estreia mundial de “Abertura Jack – É – Centenário”, composição do paraibano Emanuel Barros, vai abrir o concerto da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba, neste domingo (28), às 17h, na Praça do Povo do Espaço Cultural, dentro da programação de encerramento do Festival de Artes Jackson do Pandeiro. O evento, realizado pela Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), é comemorativo ao centenário de nascimento do artista paraibano, considerado o Rei do Ritmo, e acontece até este domingo, nas dependências do Espaço Cultural José Lins do Rêgo, com uma programação que inclui oficinas, exposições, exibição de filmes, feira criativa, espetáculos de teatro e dança e shows musicais.

O concerto, com regência do maestro Luiz Carlos Durier, terá a participação do Coro Sinfônico da Paraíba e de quatro solistas paraibanos: Genival Lacerda, o seu filho João Lacerda e os jovens cantores Lívia Valéria e Thallyson Ramos, ambos de 11 anos, seguindo a proposta dessa apresentação, que é mostrar as músicas de Jackson em leitura de intérpretes de várias gerações.

Outros destaques – Entre os destaques do domingo (28) dia do Festival de Artes Jackson do Pandeiro, está uma sessão especial no Polo Sputinik (Planetário), intitulada ‘O Céu do Menino Rei’, às 17h. No Polo Jack Perrin (Cine Banguê), às 19h, haverá exibição de curtas paraibanos. Outro destaque da programação é a intervenção ‘Sanfonástica Mulher-Lona’, de Lívia Mattos (BA). A Feirinha Criativa, que esteve presente em todos os dias do evento, terá contação de história com a Trupe Laço de Fita (PB).

Na área de dança, a programação conta com dois espetáculos no Polo Cabeça Feita (Teatro Paulo Pontes). A Cia. Etc. (PE) apresenta ‘Os Superficiais’, às 18h30 e, em seguida, às 20h, o Balé Cidade de Campina Grande apresenta ‘Metal’.

Encerrando a programação geral do evento, dois shows de música ocupam o Polo A Ordem é Samba (Estacionamento). Às 20h, quem canta é Sambatap e, em seguida, Pollyana Resende, fechando a noite.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Comédia “Quem Prospera Sempre Alcança” chega a João Pessoa com entrada franca

Com linguagem do circo-teatro e da comédia de costumes, a peça da Próspera Trupe de Teatro aborda a realização dos sonhos em tempos de desemprego e empreendedorismo. A determinação dos…