A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Funesc abre exposições na Galeria Archidy Picado e Espaço Expositivo Alice Vinagre nesta quinta (11)

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba abre, nesta quinta-feira (11), as duas primeiras exposições da temporada 2024 do Edital de Ocupação destinado às artes visuais. No Espaço Expositivo Alice Vinagre, às 18h, a fotógrafa e antropóloga Rafaella Sualdini recebe o público para falar sobre o projeto ‘Cores’, resultado de dois anos de trabalho, registrando a beleza e a essência da mulher negra em fotografias. Na sequência, às 19h, a artista Rebeca Souza abre a exposição ‘As rochas são formadas pela expiração, brisa e redemoinhos’, na Galeria Archidy Picado. As duas mostras ficam abertas até 17 de maio.

Na exposição “As rochas são formadas pela expiração, brisa e redemoinhos”, a artista Rebeca Souza investiga diferentes materiais e processos envolvidos na criação artística. A interação entre materiais, técnicas e suportes estende-se tanto a obras bidimensionais como tridimensionais, influenciada pela arte neoconcreta com um toque de gesto expressionista.

A artista usa materiais como madeira, papel e tecido, transformando-os e unindo tradição formal com práticas artísticas contemporâneas. Na série “Substância”, cria uma massa corpórea, destacando a materialidade do óleo e sua cor preta. Na série “Objetos-pedra” utiliza formas brutas cuja inspiração é a constituição geológica do Cariri Paraibano. “A obra de Rebeca Souza traz referências das estéticas brasileiras da segunda metade do século XX, onde se destacaram Mira Schendel, Amilcar de Castro e Sergio Camargo, este último compartilhando o amor da artista por pedras”, destaca o texto da curadora Rita do Monte.

Já no Espaço Expositivo Alice Vinagre, a exposição “Cores” é fruto de um projeto fotográfico liderado pela fotógrafa e antropóloga visual Rafaella Sualdini. Em colaboração com o artista visual Rodolpho Rodrigues, o trabalho foi concebido ao longo de dois anos e conta com 19 fotografias cuidadosamente produzidas, inspiradas nas culturas da Etiópia e na diversidade cultural do Brasil. Cada imagem retrata individualidade e expressões das modelos, capturando detalhes faciais e elementos naturais, numa celebração da identidade afro-brasileira e da conexão com a natureza. O projeto também conta com assistência de fotografia e iluminação de Danielle Medeiros e da cineasta Marina Peripato, que cuidou do making-of.

O projeto ‘Cores’ é resultado de estudos envolvendo comunidades indígenas do Norte e Nordeste do Brasil, culturas da África Oriental na Etiópia e a cultura popular do Brasil.

Serviço:
Local – Espaço Expositivo Alice Vinagre – Funesc
Mezanino 2 –  Acessos: rampas 1 ou 3,
Título da exposição – Cores
Artista Visual – Rafaella Sualdini
Abertura – 11 de abril de 2024, às 18h
Visitação – Até 17 de maio de 2024

Local – Galeria de Arte Archidy Picado – Funesc
Exposição – As rochas são formadas pela expiração, brisa e redemoinhos
Artista – Rebeca Souza
Abertura – 11/04/2024, às 19h
Visitação – Até 17/05/2024

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe
      PUBLICIDADE
      ×