Por pbagora.com.br

 

O projeto Estacine, da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, exibe neste sábado (14), pela Mostra Comédia, o filme francês “O fabuloso destino de Amélie Poulain”, com Audrey Tautou. Já no domingo (15), pela Mostra Steven Spielberg, tem “A lista de Schindler”, vencedor de sete Oscars. As sessões são gratuitas e começam às 16h, no miniauditório 1 da Estação das Artes.

“O fabuloso destino de Amélie Poulain” – (“Le fabuleux destin d’Amélie Poulain”, França, 2001, 2h02 min.). Amélie (Audrey Tatou) é uma jovem que passou toda a vida observando e acatando as ordens de seus pais. Até a vida adulta, atravessa a existência sem maiores dramas, ou amores.

É nessa hora que, em uma espécie de experimentação da Teoria do Caos, Amélie assiste pela TV ao evento da morte de Lady Di. A notícia faz com que ela se distraia e derrube uma tampa que segurava. O objeto bate na parede e solta um dos azulejos, revelando um compartimento secreto.

O tesouro que estava ali será o responsável pela mudança da vida de Amélie, transformando-a numa espécie de super-heroína, cujo único poder é o de engatilhar eventos na vida de todos que a cercam. O estilo recheado de ângulos de câmera inusitados empregados pelo diretor, Jean-Pierre Jeunet, assim como a edição rápida e efeitos para manter o dinamismo das cenas, fazem tornar o filme uma obra muito graciosa.

“A lista de Schindler” – (“Schindler’s list”, EUA, 1993, 3h15 min.). O filme conta a história de Oskar Schindler (1908-1974), um antigo militar polonês, bem relacionado com a SS, que se vale de sua fortuna como empresário para comprar membros da Gestapo e dos altos escalões nazistas para livrar judeus da “Solução Final” de Hitler – a morte certa nos campos de concentração. As negociações eram feitas com bebida, mulheres e produtos do mercado negro.
Com o argumento de que os trabalhadores judeus representavam uma lucratividade maior para a empresa de Schindler, um contador polonês (Ben Kingsley) convence-o a fazer destes 100% da força de trabalho empregada na fábrica.

Em uma cena inesquecível, ele e o contador passam a noite a digitar os nomes das famílias que serão transportadas para a Checoslováquia, em vez de Auschwitz. Para cada um dos nomes da lista, Schindler viria a pagar uma boa soma a Gestapo, que tomaria as medidas necessárias para o desvio de rota ser bem-sucedido.

Serviço:
Projeto Estacine
Mostra Comédia- “O fabuloso destino de Amélie Poulain”
Dia: sábado (14)
Mostra Steven Spielberg – “A lista de Schindler”
Dia: domingo (15)
Horário: 16h
Local: miniauditório 1 da Estação das Artes
Informações: 3214-8270/8303
Sessões gratuitas

 

Secom-JP