A Paraíba o tempo todo  |

Estação estreia sessão de drive-in com estacionamento lotado

 O estacionamento da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano, ficou lotado para a primeira sessão de drive-in de João Pessoa, realizada nesta quarta-feira (25), com a exibição de “Raul – O início, o fim e o meio” (de Walter Carvalho). A noite de estréia contou com a presença do prefeito Luciano Cartaxo, que saudou a iniciativa. “Estamos aproveitando os espaços públicos da cidade com inovações como esta, trazendo o cinema nacional a um espaço belíssimo como a Estação”, disse.

Todas as senhas das 121 vagas para carros foram distribuídas desde o último domingo (22), mediante a entrega dos 2 quilos de alimento por motorista. Por isso que, para os retardatários, na noite de estréia, foi aberta a exceção de poder acompanhar o filme dos gramados e calçadas do entorno do telão – o que, de quebra, garantiu uma vista privilegiada.

“Já tínhamos visto ‘Raul’. Não importasse qual fosse à obra escolhida, viríamos para acompanhar a novidade. Irresistível a proposta de um cinema sem paredes”, comentou o psicólogo Leandro Roque. Já o gestor em TI, Eduardo Ribeiro, que veio acompanhado da namorada, aproveitou para conhecer os vizinhos de estacionamento instantes antes da projeção. “Achamos um clima bem familiar, organizado, diferente… Estou me sentindo como num drive-in americano!”, disse.

Na noite de estréia, o diretor-adjunto da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), André Coelho, anunciou a realização de um Estacine Drive-In por mês até dezembro, com duas exibições seguidas: uma contemplando um curta local e a outra, uma produção nacional. “Vamos valorizar a nossa melhor produção audiovisual e estudar novas formas de direcionar as doações de acordo com a época em que detectarmos as maiores carências da população menos assistida: seja água, agasalho ou brinquedos”, informou.

 

Parcerias – O projeto que culminou no drive-in passou seis meses em gestação. Ele é resultado de um esforço conjunto entre a Estação Cabo Branco e a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob).

O ingresso por motorista custou dois quilos de alimento não perecíveis, que foram trocados por senhas na última sexta (20), sábado (21) e domingo (22). Trinta vagas para ciclistas também foram reservadas.

 

Estrutura – Dois projetores de intensidade de 7 mil lúmens e um de 12 mil lúmens, com qualidade full HD ocuparam um espaço de 25×9 metros, cobrindo a parede externa da área administrativa que dá para o estacionamento. O sistema de som foi misto: para os que vieram de carro (e têm aparelho de som), a sintonia foi feita por frequência de rádio (106.7 fm). Para os que se acomodaram fora, havia um potente sistema de alto-falantes situado nas laterais do estacionamento.

Completando a infraestrutura, dois pontos de venda de pipoca supriram os espectadores. “É uma iniciativa incrível, ambientada num espaço sem igual. Os paraibanos ganharam um presente”, elogiou o ator global Emilio Orciollo Neto, de passagem pela Capital.

 

 

Secom-PB

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe