Por pbagora.com.br

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) realiza, nesta sexta-feira (5), sessão tripla do projeto Cine Banguê On-line. Serão exibidos os curtas ‘Santa Rosa’, ‘A vez de matar, a vez de morrer’ e ‘Depois de tudo’. A exibição única acontece às 20h, no canal TV Funesc no YouTube (/funescpbgov). Após a sessão, os filmes não ficarão disponíveis.

‘Santa Rosa’ foi lançado em 2015 e tem direção do paraibano João Paulo Palitot, com locações em João Pessoa e estrelado por Bertrand Araújo. Já ‘A vez de matar, a vez de morrer’ é um curta-metragem produzido no Mato Grosso do Sul, com direção de Giovani Barros. Ney Matogrosso e Nildo Parente estrelam o curta ‘Depois de tudo’, do carioca Rafael Saar.

O Cine Banguê Online surge como uma alternativa nesse período de pandemia da Covid-19 em que as salas de cinema permanecem fechadas para evitar aglomerações. Lançamento desse projeto aconteceu ano passado. As exibições são feitas apenas uma vez e em seguida o conteúdo é removido.

Os cineastas

O paraibano João Paulo Palitot é graduado em Rádio e TV  e Mestre em Letras com projeto sobre mise-en-scène cinematográfica. O cineasta foi professor substituto do curso de Mídias Digitais da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Atua no campo de direção, edição e finalização desde 2011.

Giovani Barros é roteirista e diretor. Seu curta-metragem ‘A vez de matar, a vez de morrer’ foi selecionado em mais de 20 festivais no exterior. Atuou como assistente de direção em longas-metragens, trabalhando em filmes como ‘Corpo elétrico’, de Marcelo Caetano e protagonizado pelo paraibano Kelner Macedo.

Rafael Saar é co-montador do filme ‘Barretão’ (2019, dir. Marcelo Santiago). Seu primeiro longa-metragem ‘Yorimatã’ estreou nos cinemas em 2016 e foi premiado em diversos festivais. ‘Depois de tudo’, com Ney Matogrosso e Nildo Parente foi Melhor Filme Estrangeiro nas Jornadas Argentinas de Cine y Video Independiente. Por sua atuação, Nildo Parente também foi premiado como Melhor Ator no Festival de Brasília.

PB Agora