O primeiro-ministro Silvio Berlusconi anda preocupado com a aparência das obras de arte italianas. Em uma estranha medida, ele mandou ‘devolver’ o pênis ao deus Marte e os braços à deusa Vênus.

A estátua esculpida em mármore, instalada desde fevereiro no Palazzo Chigi -a residência oficial do primeiro-ministro – é datada do século II. Encontrada em 1918 em Ostia, perto de Roma, a escultura, que pesa 1,4 tonelada e mede 2,28 metros de altura, representa o deus da Guerra com os traços do imperador Marcos Aurélio e a deusa do Amor com as feições de sua mulher Faustina. Originalmente, a obra de arte ficava no museu Terme di Diocleziano, na capital italiana, mas foi emprestada ao premiê até o final de seu mandato.

O caso gerou polêmica na Itália. Primeiro por ir contra as rígidas regras que o país tem sobre restauração de obras de arte. Segundo, pelo preço do capricho de Berlusconi (70 mil euros, mais de R$ 160 mil).

De acordo com jornal La Repubblica, representantes do Partido Democrata acusaram o ministro da Cultura do país, Sandro Boldi, de ceder aos caprichos de Berlusconi. Boldi se defendeu dizendo que as próteses são removíveis, acopladas através de um sistema magnético. Oministro disse ainda que a iniciativa tem como objetivo mostrar ao público como as obras foram esculpidas originalmente.

 

Blog Fala,Mundo, Portal Época

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário