No último dia 10, o governador João Azevêdo homenageou um artesão bayeuxense, na abertura oficial do 31º Salão do Artesanato Paraibano, que acontece até o dia 2 de fevereiro, das 15h às 22h, em uma grande estrutura na Avenida Cabo Branco, na orla de João Pessoa, com o tema “Metal que vira arte”.

O Salão homenageia 12 artesãos, sendo dez de João Pessoa, um de Bayeux e um de Pilar. São eles: Wilson Figueiredo, Márcio Pontes, Joaquim David da Silva, Lindalva Sampaio, Amadeu Severino, João de Deus Cavalcante, Humberto Heleno da Silva, Maria Miguel, Rafael Pereira, Castor Morgado, Rosicler Fontana e Glaudstone Cunha.

De acordo com o prefeito Berg Lima, esse evento traz muitas histórias e engrandece toda a Paraíba, como também são geradas grandes oportunidades que comprovam a viabilidade da arte andar junta com os negócios. “Gostaria de agradecer ao Governo do Estado, pelo reconhecimento no trabalho feito por um dos artesãos do município de Bayeux e a nossa missão é sempre fazer com que o artesanato atinja os melhores momentos de sua história”, frisou o prefeito.

O Salão de Artesanato conta com a participação de 300 expositores que representam mais de 3.800 artesãos de 46 municípios de todas as regiões da Paraíba. A entrada é gratuita e será facultada a doação de alimentos não perecíveis que serão destinados a entidades da Grande João Pessoa.

Em seu pronunciamento, o governador João Azevêdo destacou o potencial econômico do artesanato paraibano e reforçou o empenho do governo para assegurar as condições necessárias para o fortalecimento das ações voltadas para a área no estado. “Eu não tenho dúvida nenhuma de que esse será o maior Salão realizado no estado porque representa a realização de um pleito de todos os artesãos que almejavam trazer de volta a feira para a praia, em um momento que a cidade está repleta de turistas.

O artesão bayeuxense, falou da alegria de participar do Salão e de ser homenageado. “É uma honra porque é muito bom ser valorizado e minha produção é muito procurada pelas pessoas e os Salões são uma vitrine para nós”, disse o artesão. “Esse momento está sendo incrível, eu não esperava por isso, mas quando recebi a notícia, foi fantástico. O artesanato está na minha família e um Salão como esse é sempre bom porque o turista tem a oportunidade de conhecer o trabalho que nós de Bayeux e de toda a Paraíba realizamos”, concluiu.

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Alceu Valença comanda ‘Muriçocas do Miramar 2020’ nesta quarta-feira, em JP

O cantor pernambucano Alceu Valença comanda o desfile d bloco Muriçocas do Miramar que acontece nesta quarta-feira (219), em João Pessoa. Além de Alceu Valença, também se apresentam o os…