Após a polêmica gerada pela proibição do Arcebispo da Paraíba, dom Aldo Pagotto, anunciou no inicio da tarde durante esse carnaval a decisão de proibir o deputado federal Luiz Couto (PT) da Igreja Católica de realizar as atividades de sacerdote, entre elas celebrar missas, em face de posição assumida pelo religioso, em matéria veiculada na imprensa defendendo o uso de preservativos – ao contrário do que defende a Igreja.

Respondendo a essa decisão o deputado estadual Rodrigo Soares (PT) emitiu sua posição referente ao caso,indagando que se solidariza ao deputado relatando que o mesmo só fez uma defesa á vida e contra a intolerância. “Vou fazer uma nota e encaminhar ao comando do PT nacional para que o mesmo se posicione em favor de Couto”, atestou Soares.

 

 Agência Paraíba

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mesmo proibido pela Justiça, MEC diz que listas do SISU ficaram disponíveis

Governo diz, porém, que as listas não representam o resultado final. Justiça vetou divulgação dos selecionados para vagas em universidades públicas até que o MEC comprove a correção do erro…

Ministro confirma primeiro caso suspeito de coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou hoje (28) o primeiro caso suspeito de coronavírus no país e elevou o nível de atenção para alerta de perigo iminente para a presença do…