O presidente Jair Bolsonaro recebe cumprimentos e tira fotos na entrada do Palácio da Alvorada.

Reportagem do jornal New York Times, o maior e mais influente do mundo, diz que, com Jair Bolsonaro, as milícias policiais “operam nas sombras da repressão do governo brasileiro” e que os assassinatos são “estimulados pelo presidente Jair Bolsonaro e por sua afirmação de que criminosos devem morrer como baratas”.

A notícia foi republicada na coluna do jornalista Nelson de Sá que destacou ainda outro trecho da reportagem: “parte esquadrão da morte, parte crime organizado, suas fileiras estão cheias de policiais de folga e aposentados que matam à vontade, muitas vezes com total impunidade”.

A coluna destaca também que o New York Times deslocou seu correspondente no México, Azam Ahmed, para produzir extensa reportagem sobre as milícias policiais que “operam nas sombras da repressão do governo brasileiro”.

Os assassinatos são “estimulados pelo presidente Jair Bolsonaro e por sua afirmação de que criminosos devem morrer como baratas”.

Brasil 247

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sem licitação, campanha publicitária ‘Brasil não pode parar’ vai custar R$ 4,8 milhões

A campanha do governo Jair Bolsonaro em defesa do isolamento vertical, que traz o slogan “O Brasil não pode parar” custará R$ 4,8 milhões aos cofres públicos. Segundo o blog do jornalista Guilherme…

Covid-19: Brasil tem mais 15 mortes, chega a 92 e confirma 3.417 casos

O Ministério da Saúde divulgou o mais recente balanço dos casos da Covid-19, doença causada pelo coronavírus Sars-Cov-2. Os principais números são: 92 mortes 3.417 casos confirmados 2,7% é a…