A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Renner paga multa para não ir à cadeia

 O cantor Ivair dos Reis Gonçalves, o Renner da dupla Rick e Renner, vai pagar uma multa de R$ 244 mil e ainda prestará serviços comunitários para escapar de ir para a cadeia. O sertanejo foi condenado pela morte de um casal em 2001, em um acidente de trânsito em Santa Bárbara d’Oeste. Ele foi acusado de dirigir em alta velocidade com uma BMW, perder o controle, invadir a pista contrária e atingir as vítimas.

Renner foi condenado a prisão de 3 anos e 6 meses e a perder o direito de dirigir pelo mesmo período. Mas, como nunca foi condenado por um crime e a pena é menor que 4 anos, a lei permite a substituição. Por isso a Justiça converteu a sentença ao pagamento de 360 salários mínimos — o teto — e a prestação de serviços.

O cantor se apresentou no Fórum de Barra Funda no dia 25 de fevereiro, pra ser oficialmente notificado e pediu pra parcelar a multa. Segundo o Tribunal de Justiça (TJ-SP), a resposta do juiz sai em cerca de 15 dias, mas o parcelamento deve ser liberado. Além disso, ele passará por uma entrevista pra definir que tipo de trabalho comunitário terá que fazer.

Caso não se apresentasse até o dia 28 de fevereiro, Renner seria considerado foragido.
O consultor Antônio Carlos Nunes Aceto, 44 anos, irmão de Luís Antônio Nunes Aceto, que morreu junto com a namorada, Eveline Soares Rossi, conta que em 2007 apresentou à Justiça um laudo de que nos últimos 9 anos Renner havia acumulado 500 pontos na CNH por multas, na maior parte de velocidade.

“Espero que a Justiça faça ele cumprir a pena na íntegra e que o Renner tente aprender e mude o comportamento no trânsito” , diz. A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do cantor e tentou falar com o advogado de defesa, mas não obteve respostas.

 

IG

    VEJA TAMBÉM
    Veja Mais

    A universidade e o cristão

    O pastor André Valadão gerou uma grande polêmica ao sugerir que: 1) universidade é lugar que pode tornar…

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe