A Paraíba o tempo todo  |

Reginaldo Faria se veste de mulher em série e fica irreconhecível

 Reginaldo Faria diz que nunca pensou em ser galã. Mas o ator, hoje com 75 anos, tem vários em seu currículo. A partir desta semana, Reginaldo terá um novo tipo em sua lista: uma mulher. Nesta terça-feira, ele faz uma participação em “Louco por elas” como Dona Veruska, uma simpática apresentadora de TV que é, na verdade, o pai de Léo (Eduardo Moscovis), que abandonou a família quando o filho ainda era criança.

Para compor a personagem, que fala sobre relacionamentos e sexo em um programa de televisão, Reginaldo conta que usou a linguagem corporal.

— Veruska já veio pronta. É uma simbiose entre o feminino e o masculino. A alma é de mulher, o corpo é de homem, os gestos se entrelaçam. Ora, se sou homem, o que me restou foi a elaboração feminina. Com pequenos toques de humor, consegui o meio termo — explica.

Na trama da série, assinada por João e Adriana Falcão e direção-geral de Flávia Lacerda e do próprio João, Veruska entra em cena depois que Theodora (Laura Barreto) escreve a ela com uma dúvida crucial: afinal, por que homens não engravidam? A apresentadora, então, decide responder à menina pessoalmente — e acaba se aproximando das netas, que desconhecem o parentesco. Reginaldo conta que a maquiagem foi “o toque mágico” da “transformação gradativa” em Veruska. Ele explica o processo:

— Uma puxadinha aqui, outra ali, a cor do batom, a altura dos cabelos, a alteração nas sobrancelhas, e o sorriso de surpresa mirando o espelho, tendo diante de si uma figura diferente do comum.

Falcão conta de onde veio a ideia de escalar Reginaldo para o papel:

— Queríamos um bom ator, bonito, com idade para ser pai do Léo e veia cômica aguçada. Me lembrei de um filme dos anos 70 dirigido e protagonizado pelo Reginaldo, chamado “Os machões”, onde ele brincava com essa coisa do homem feminino e era muito engraçado.

Para Falcão, o telespectador vai gostar de ver o ator de vestidos, perucas e echarpes.

— O público adora uma transgressão. E o Reginaldo mandou muito bem. Veruska vem, conquista, vai e, de vez em quando, pode voltar — diz.

Reginaldo conta que simpatizou de cara com a personagem e não descarta um retorno.

— Com seu humor, ela contesta a ordem vigente, o politicamente correto. Veruska é simpática aos olhos femininos, de modo geral, e antipática aos que se recusam a entender esse universo. Veio para botar ordem na desordem, e desordem na ordem. Até maio Veruska toparia estar por aí. Depois, o ator começa uma novela — brinca ele.

O Globo

 

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe