A Petrobras vai pagar US$ 853 milhões a autoridades dos Estados Unidos como penalidade pela atuação irregular de ex-diretores e ex-executivos da companhia no mercado acionário norte-americano entre os anos de 2003 e 2012. O acordo que será assinado hoje (27) com o Departamento de Justiça e a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos encerra as investigações contra a estatal no país.

De acordo com o Ministério Público Federal, 80% do valor dessas penalidades (US$ 682,4 milhões) serão destinados a um fundo criado para financiar programas sociais no Brasil e medidas de combate à corrupção. Parte desse dinheiro também poderá ser usada para ressarcir investidores brasileiros.

A estatal é acusada de violar as leis norte-americanas com a manobra de registros contábeis e demonstrações financeiras para facilitar o pagamento de propinas a políticos e partidos no Brasil. A Petrobras se comprometeu ainda a assinar um termo reconhecendo a falha intencional de executivos da empresa no esquema de corrupção revelado pela operação Lava Jato.

Agência Brasil

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Após polêmica, Maia defende demissão de secretário da Cultura de Bolsonaro

Nesta sexta-feira (17), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), usou suas redes sociais nesta sexta-feira (17) para condenar a  fala do secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim,…

Mensagem falsa cobra prova de vida até 28/2 por aposentadoria

Uma corrente que circula por aplicativos de mensagem diz que os aposentados e beneficiários do INSS precisam fazer a prova de vida até 28 de fevereiro para não perderem o…