Por pbagora.com.br

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) publicou nesta segunda-feira no Diário Oficial da União resolução que corrige o valor do seguro-desemprego, em decorrência do reajuste do salário mínimo. O valor mínimo da parcela do benefício corresponde ao novo salário mínimo, de R$ 465,00 e o máximo é de R$ 870,01.

O Ministério do Trabalho esclarece que independente do momento da entrada da solicitação do seguro-desemprego todas as parcelas disponíveis a partir de 1º de fevereiro terão como base o salário mínimo de R$ 465,00.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, durante a divulgação do novo valor do salário mínimo, na última sexta-feira (30), confirmou que funcionários da sua pasta estudam alterações no seguro-desemprego. Sem dar mais detalhes sobre o que será proposto, Lupi disse que serão medidas para garantir o nível de emprego no País. “Estudamos um benefício com foco na garantia da empregabilidade”, disse o ministro.

O novo patamar do seguro-desemprego é visto como um dos mecanismos do governo federal para enfrentar o atual cenário de fechamento de postos de trabalho em todo o País.

 

IG

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sete pessoas da mesma família morrem por falta de oxigênio no interior do Pará

Em menos de 24 horas, sete integrantes de uma mesma família moradora do distrito Nova Maracanã, da zona rural do município de Faro, no oeste do Pará, morreram com sintomas…

Luciano Hang testa positivo para Covid-19 e se interna em hospital de luxo

Luciano Hang, 58, dono da rede de lojas Havan, testou positivo para a Covid-19 e está internado em um hospital da Prevent Sênior na capital paulista, informa a Folha de…