A Paraíba o tempo todo  |

Mudança no curso de medicina pega de surpresa universidades

 A mudança de seis anos para oito anos no curso de medicina surpreendeu o meio acadêmico.

“Realmente não estávamos sabendo”, disse a diretora de graduação da PUC-RS, Valderez Lima. A medida, porém, foi avaliada como positiva pela diretora. “Os currículos são uma estrutura viva que devem atender as demandas sociais”, diz.

A USP afirmou, via assessoria de imprensa, que terá uma posição oficial após discutir o tema.

Universidades federais como a do Rio de Janeiro (UFRJ) e a de Minas Gerais (UFMG) também anunciaram que não comentariam o caso antes de ver a publicação da medida provisória.

Para Gustavo Balduino, secretário-executivo da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior), haverá tempo para uma discussão com as entidades antes de a medida entrar em vigor em 2015. Apesar de ter sido surpreendido, a ideia é positiva.

“Quem faz a demanda de médicos especialistas é o mercado. O médico se forma onde tem emprego, e não onde a doença está”, diz.

SUPERVISÃO

Carlos Vogt, especialista em ensino superior e ex-reitor da Unicamp, também viu a mudança com bons olhos.

“Como medida social é muito bom. As universidades são autônomas, mas não são soberanas”, diz.

Para Vanessa Truda, presidente do Comitê de Acadêmicos da Associação Paulista de Medicina, a medida precisa ser bem discutida, pois “não há médicos para supervisionar os alunos”.

O cardiologista Sergio Timerman, diretor nacional das escolas médicas da Laureate Brasil, concorda: “O projeto poderá ser uma boa solução se houver boa supervisão”.

 

Folha

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe