A Fazenda Espírito Santo, no município de Xinguara, no Sul do Pará, de propriedade do proprietário do Banco Opportunity, Daniel Dantas, foi invadida por volta das 5h deste sábado (28) por 250 famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).

Segundo Ulisses Manaças, da coordenação nacional do MST no Pará, a invasão é uma reação a declarações feitas nesta semana pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. Ele criticou o repasse de dinheiro público ao MST – entidade que, em sua visão, cometeria ilegalidades.

Manaças explicou que a fazenda de Dantas foi escolhida uma vez que Gilmar Mendes foi o desembargador responsável por libertar o dono do Opportunity depois da Operação Satiagraha, deflagrada pela Polícia Federal no ano passado.

Ele afirmou também que declarações como a do presidente do STF podem estimular ações violentas de fazendeiros e empresas contra membros do movimento, especialmente nas regiões Norte e Nordeste do país. Segundo o membro do MST, a entidade espera pelo menos uma posição de neutralidade de Mendes em relação ao tema.

A gerência da fazenda informou que entrará com pedido de reintegração de posse referente à área invadida.

 

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bolsonaro avalia recriar Ministério da cultura por Regina Duarte

O presidente Jair Bolsonaro pode recriar o Ministério da Cultura para convencer a atriz Regina Duarte a integrar o seu governo. A ideia, que foi antecipada por interlocutores do Palácio do Planalto ao Estadão, é…

Eleitor tem até maio para regularizar título de eleitor

Os cidadãos que tiveram o título de eleitor cancelado têm até o dia 6 de maio para regularizar a situação. Após o prazo, quem não estiver em dia com o…