O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, vai prestar depoimento neste sábado, à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República em Curitiba (PR), onde voltou a morar.

Segundo fontes envolvidas na investigação, o depoimento deve ser tomado entre as 11 horas e 14 horas. Nesta sexta-feira, 1º, o ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal, deferiu pedido formulado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e designou três procuradores indicados pela PGR para acompanhar o depoimento do ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Na noite de quinta, o decano já tinha determinado a realização da oitiva em até cinco dias de Moro, atendendo ‘razões de urgências’ apresentadas por três parlamentares.

Reunião

Na véspera do depoimento de Moro, o presidente Jair Bolsonaro esteve reunido por cerca de três horas com o novo ministro da Justiça, André Mendonça, no Palácio da Alvorada.

Mendonça chegou acompanhado do ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário, por volta das 17h30. Os dois deixaram o local perto das 20h30 sem falar com a imprensa. O compromisso não contava na agenda oficial das autoridades.

Provas

O ex-ministro Sérgio Moro deve apresentar durante seu depoimento as provas contra o presidente Jair Bolsonaro, a quem acusou de querer interferir politicamente na Polícia Federal para obter informações sobre inquéritos em andamento.

No dia que deixou o cargo, Moro mostrou no Jornal Nacional, prints de conversas com a deputada federal Carla Zambelli, de quem é padrinho de casamento, onde a parlamentar supostamente oferecia um cargo no Supremo Tribunal Federal em troca da permanência de Moro no cargo.

Moro afirmou, em entrevista à revista Veja, que entregaria provas de acusações de interferência política do Planalto na Polícia Federal ‘em momento oportuno’.

Painel Político

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Brasil tem 30.079 mortes provocadas pela Covid-19 e 530.733 casos confirmados da doença

O Brasil tem 30.079 mortes provocadas pela Covid-19 e 530.733 casos confirmados da doença em todo o país. O diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan,…

Hidroxicloroquina começa a ser contrabandeada no Brasil

A legislação brasileira define que medicamento é todo produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico; sendo um conjunto de substâncias elaboradas…