A organização do Concurso Miss Mato Grosso 2019 decidiu nessa sexta-feira (25) cassar o título da Miss Campo Novo do Parecis, Bruna Reis Figueiredo, depois dela postar um vídeo debochando de um ciclista de aplicativo que entregava comida em um bairro de Cuiabá. O caso gerou repercussão nas redes sociais e provocou revolta de milhares de pessoas.

Para os organizadores do, Bruna feriu os princípios que regem o concurso e a função que uma representante precisa exercer durante o período em que assumiu o compromisso de ser miss.

Segundo a nota emitida na noite de sexta-feira, Bruna Figueiredo será notificada da decisão na segunda-feira (28).

“A organização repudia qualquer atitude discriminatória ou que deprecie outro ser humano. Tal conduta não é condizente com a função assumida ao conquistar a coroa que ela representa. Lamentamos o ocorrido e reiteramos nosso compromisso, seriedade e respeito que o Concurso Miss Mato Grosso tem com a sociedade mato-grossense”, diz trecho da nota.

Fonte: Globo News
Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

STF mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada em maio pelo plenário, que proíbe o…

Congresso promulga reforma da Previdência nesta terça-feira

A Emenda Constitucional da reforma da Previdência será promulgada em sessão solene, no Congresso Nacional, nesta terça-feira (12), às 10h. A PEC 6/2019 da Presidência da República foi apresentada ao Congresso em…